Ministro Mendonça Filho em Reunião com a Diretoria da ANDIFES e do CONIF_MEC_1390_ED
Diretoria da ANDIFES se reúne com ministro para tratar de orçamento 2017
IMG_1332
Políticas de expansão e inclusão contribuem para que as classes D e E sejam a maioria dos estudantes das Universidades Federais
IMG_1106
ANDIFES apresenta nova pesquisa discente na Câmara dos Deputados

Vídeos

Áudio

Enquete

Você é favor da fusão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com o Ministério das Comunicações (MC)?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Artigos

O corporativismo perverso da universidade

A história do sindicalismo na Europa e nas Américas é plena de altos e baixos. Houve momentos de verdadeiro heroísmo de seus dirigentes. Houve lutas justas, libertadoras, ganhos sociais duradouros, avanços contra verdadeiras situações de escravidão.

Futuro do país está em jogo

Neste contexto de crise de política e econômica, é preciso defender e preservar as conquistas sociais alcançadas pela sociedade brasileira com a promulgação da Constituição de 1988, priorizando a educação como direito humano e um importante aliado no combate à pobreza e às desigualdades sociais.

Editoras Universitárias

UFSCar lança livro que aborda o racismo no Brasil após a abolição

Na próxima segunda-feira, dia 8 de agosto, ocorre no Prédio de Filosofia e Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista, o lançamento do livro “A reprodução do racismo: fazendeiros, negros e imigrantes no Oeste paulista, 1880-1914”, publicado pela EdUFSCar e escrito pelo professor Karl Monsma, do Departamento de Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Em livro, historiador revisita a trajetória de Sérgio Buarque de Holanda

A trajetória intelectual do historiador Sérgio Buarque de Holanda é analisada pelo historiador André Carlos Furtado no livro ?As edições do cânone? (Eduff, 2016), que será lançado no dia 14 de julho, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói. Na obra o autor percorre a obra de Sérgio Buarque com ênfase no período em que escritor esteve à frente da coleção “História geral da civilização brasileira” (“HGCB”), entre 1960 e 1972.