FURG realiza a entrega simbólica de quatro prédios no campus Carreiros

FURG realiza a entrega simbólica de quatro prédios no campus Carreiros

As novas instalações da Escola de Química e Alimentos (EQA), do Centro Integrado de Análises, da Metrologia, e do prédio do Arquivo Geral, Protocolo e Ouvidoria foram inauguradas na tarde de segunda-feira (14). A reitora da FURG, Cleuza Dias, acompanhada de representantes da administração superior, realizou o descerramento das placas, junto com acadêmicos, professores e técnico-administrativos. As quatro estruturas resultam do investimento de cerca de R$ 8,5 milhões em projetos aprovados pela FURG junto ao Governo Federal.

Na inauguração das instalações da EQA, a reitora destacou a forma de condução da política de expansão institucional e o papel da unidade no processo de interiorização do acesso ao Ensino Superior. “É uma expansão com responsabilidade”, afirma, em referência à atuação da EQA no campus da FURG em Santo Antônio da Patrulha, onde a unidade acadêmica pretende ampliar as suas atividades na graduação e pós-graduação. “Levamos a Universidade como Ensino, Pesquisa e Extensão”, avalia, parabenizando a EQA pelo processo de expansão da FURG, no contexto do Programa de Expansão e Reestruturação das Universidades Federais (Reuni).

Atualmente, a EQA contribui com a formação de mais de mil acadêmicos, em cinco cursos de graduação e três de pós-graduação. A área das novas instalações da EQA, responsável por integrar todos os núcleos da EQA, antes desarticulados no campus Cidade, compreende cerca de 500 m², como resultado do investimento de aproximadamente R$ 5,3 milhões. Durante a cerimônia, foi anunciada também pela gestão a assinatura do contrato para a construção das instalações do Laboratório de Engenharia Bioquímica (LEB), no valor de R$ 1,5 milhão.

 

Metrologia e Centro Integrado de Análises

Após a apresentação das estruturas dos laboratórios e demais espaços acadêmicos da EQA, a comunidade universitária dirigiu-se para o Centro Integrado de Análises. A estrutura, vinculada à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), compreende um espaço de integração multidisciplinar para o aprimoramento das pesquisas científicas. Nas instalações, serão oferecidos equipamentos para análises químicas, físicas e biológicas. Os recursos aplicados, de cerca de 1,3 milhão, são oriundos da Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação (MEC); e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Momento antes do ato de inauguração, o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Ednei Primel, comentou sobre o processo de formulação do Centro, que demandou o esforço coletivo na Instituição desde 2004, e sobre os impactos positivos para a produção científica de ponta. “É um sonho que se tornou realidade. O prédio significa muito: colocará a pesquisa e a pós-graduação da FURG na vanguarda de alguns processos”, salienta.

Na sequência, inaugurou-se o prédio da Metrologia, espaço vinculado à Escola de Engenharia. A estrutura tem a finalidade de apoiar as atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão dos cursos graduação e do mestrado em Engenharia, oferecendo equipamentos de metrologia dimensional e industrial e de medição de força e pressão. O projeto contou com envolvimento dos professores dos cursos de Engenharia: a colaboração, entre outros aspectos, concretizou a proposta de, na cobertura externa do prédio, reaproveitar materiais metálicos, o que reflete os aspectos culturais e históricos do entorno da Universidade. A forma de revestimento, como isolante térmico, é utilizada pela comunidade ilhéu, no estuário da Laguna dos Patos.

 

Integração administrativa

Por fim, foi realizado o ato inaugural do prédio que articula os setores Arquivo Geral, Protocolo e a Ouvidoria. A obra, de cerca de 1,3 milhão, também foi realizada com recursos da Sesu/MEC. Durante a cerimônia, Cleuza Dias ressaltou a preocupação da FURG com o atendimento à comunidade e o caráter inovador, no contexto universitário, da consolidação do Arquivo Geral, de forma integrada com o Protocolo e a Ouvidora. “[O Prédio] é administrativo, mas também é pedagógico. O dia a dia administrativo lida com as pessoas. O cuidado com as pessoas e a transparência são princípios da gestão”, afirma.

Setor recente na Universidade, a Ouvidoria será um espaço dedicado ao recebimento de manifestações, externas e internas à Universidade, na forma de elogios, reclamações, denúncias e solicitações. O objetivo da unidade é servir como um instrumento de comunicação e de mediação entre a comunidade a Universidade, contribuindo para o exercício da cidadania e para aproximação da Instituição à sociedade.

A próxima inauguração oficial será a do Prédio das Pró-Reitorias, estrutura que abriga as Pró-Reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação; Assistência Estudantil; Graduação; e Extensão e Cultura, antes lotadas nas estruturas do Centro de Convivência e no prédio da Reitoria. O descerramento da placa será realizado na terça-feira (22), às 15h.

Assessoria de Imprensa – Universidade Federal do Rio Grande

Compartilhar