UFC aprova 21 projetos de pesquisa no Interior e em parceria com Portugal

A Universidade Federal do Ceará aprovou, na última semana, um total de 21 projetos em dois editais de fomento à pesquisa, um deles referente ao incentivo à ciência no Interior do Estado e outro a pesquisas realizadas em parceria com Portugal.

“Depreende-se desse resultado que o processo de interiorização da Universidade vem sendo acompanhado também de sua internacionalização. O desempenho da UFC nesses editais comprova a qualidade e a expansão de nossa produção acadêmica não apenas no que diz respeito ao desenvolvimento local e regional, mas também à produção conjunta de conhecimento em parceria com instituições de outros países”, avalia o reitor da UFC, Prof. Henry Campos.

No âmbito do edital FUNCAP-FCT, sete dos nove projetos aprovados no Ceará são da UFC. Lançado por meio de parceria com a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) de Portugal, o edital prevê financiamento para mobilidade e cooperação internacional entre pesquisadores do Ceará e do país europeu. Um total de 87 projetos havia sido submetido.

As pesquisas da UFC selecionadas contemplam áreas como meio ambiente, mobilidade urbana, expansão tecnológica, biologia, bioquímica e neurociência. A lista dos projetos aprovados pode ser vista on-line.

A seleção foi feita com base em critérios como qualidade e regularidade da produção científica dos pesquisadores proponentes, experiência em programas de cooperação nacionais e internacionais, capacidade de formação de recursos humanos, dentre outros. Os projetos aprovados poderão ter financiamento de até R$ 120.000,00.

CIÊNCIA NO INTERIOR ‒ Outro destaque da UFC foi no âmbito do edital de Produtividade em Pesquisa, Estímulo à Interiorização e à Inovação Tecnológica (BPI), que tem como objetivo incentivar o trabalho de pesquisadores que atuam em municípios do Interior do Ceará.

Dos 73 aprovados, 14 são da UFC ‒ ou seja, quase 20% do total ‒, sendo 12 do Campus de Sobral, 1 de Russas e 1 de Crateús. O número é superior ao da última edição do edital BPI, em que a Universidade teve 11 projetos selecionados.

O desempenho de cientistas da UFC revela a qualidade das pesquisas desenvolvidas também nos campi do Interior, alguns criados recentemente, como no caso do Campus de Crateús, cujas atividades tiveram início em 2014.

Os pesquisadores selecionados serão contemplados com bolsa de R$ 1.000,00 mensais por até 24 meses, disponibilidade de cinco bolsas de iniciação científica no valor de R$ 400,00, além de adicional de bancada para auxílio a projeto de pesquisa a ser desenvolvido pelo coordenador, no valor mensal de R$ 1.500,00, para itens de custeio/capital e com ênfase em despesas (passagens e diárias) que promovam a mobilidade de docentes e discentes no âmbito do programa.

Fonte: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC ‒ fone: 85 3366 9943

Compartilhe: