UFFS – Haitianos estudam para Processo Seletivo do PROHAITI

Estudos envolveram especialmente a interpretação de textos e redação

Aprender pesquisando, estudando, planejando e, principalmente, ensinando. Durante uma semana, estudantes de Letras – Português e Espanhol da UFFS – Campus Chapecó ajudaram haitianos na preparação para o processo seletivo do PROHAITI.

A iniciativa foi do curso de Letras e do Programa de Educação Tutorial (PET) – Assessoria Linguística e Literária. A coordenação foi da professora Cláudia Rost Snichelotto, tendo os estudantes Luiz Rodrigues (bolsista do PET), e as voluntárias Aline Binsfeld, Beatriz Cavalheiro e Luciana Valiati como ministrantes do curso.

Conforme Luiz, a cada dia um dos quatro estava à frente das explicações, justamente para que todos tivessem a oportunidade de atuar como professores. Eles utilizaram as provas de 2016 e 2017 para o treinamento, com foco na interpretação de texto e na redação.

Em média, foram 20 haitianos a cada dia. Conforme Luiz, as dúvidas dos haitianos iam além das questões relacionadas à Língua Portuguesa. “Há diferenças nos processos seletivos daqui e de lá. Então, eles não sabiam o que era um cartão-resposta, por exemplo. Eles perguntaram muito e pudemos tirar muitas dúvidas”, exemplificou.

Mesmo Luiz já tendo a vivência de ensinar Português a haitianos, como voluntário, ele é bastante enfático quanto às aulas do projeto. “Estar na UFFS, uma Universidade federal já é um privilégio. E essa universidade me proporcionar essa experiência é muito bom. Nos deu a oportunidade de estar em sala de aula cedo; no meu caso, na terceira fase do curso. Não vou chegar tão ‘cru’, em sala, mais tarde”, ressaltou.

A candidata Rose Berlande Journal considerou o curso muito bom e elogiou os professores: “Eles ensinam muito bem!”. Para ela, os conteúdos sobre a redação foram os mais importantes e que mais agregaram para a prova e para a vida no Brasil.

Compartilhe: