UFPE inaugura instituto em prol do desenvolvimento brasileiro

Ao inaugurar o Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia, durante solenidade, ontem (13), no Campus Recife da UFPE, o reitor Anísio Brasileiro destacou o papel da Universidade e da Petrobras, a financiadora do espaço, como duas instituições republicanas que devem estar a serviço do Brasil. Na abertura do evento, que contou com a presença de representantes da estatal e da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Oscar Chamberlain e Alfredo Renault, respectivamente, Anísio anunciou que este projeto, “embora seja concretizado em tempos incertos, de pressão e difíceis, surge como opção para unir universidade, sociedade e empresas em prol do desenvolvimento brasileiro”.

Consistindo no maior investimento (R$ 76,5 milhões) da estatal do petróleo em um único projeto em universidades, o instituto será dirigido pelo coordenador do projeto desde sua idealização, ainda em 2004, o professor Paulo Lyra, do Departamento de Engenharia Mecânica da UFPE. Segundo Lyra, que apresentou detalhes da obra, objetivos e configuração do centro de pesquisa, o instituto surgiu com o objetivo de nuclear estudos e pesquisas da sua área com a perspectiva de mudar a realidade. E, citando o patrono da Educação Brasileira, Paulo Freire, arrematou: “Ninguém estuda o mundo de forma neutra”.

O instituto reúne as atividades de nove grupos de pesquisas credenciados à ANP que, por sua vez, coordenam 12 laboratórios vinculados ao Centro de Tecnologia e Geociências (CTG), envolvendo, ainda, docentes do Centro de Informática (CIn) e do Núcleo Tecnológico do Centro Acadêmico do Agreste (CAA). O complexo de edificações do instituto abrange uma área de aproximadamente 13 mil m² e é composto por um bloco de laboratórios de sete pavimentos (12 mil m²), um galpão para instalação de plantas pilotos (830 m²) e um bloco técnico, com 228 m². 

Assim como o gerente-geral do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Petrobras (Cenpes), Oscar Chamberlain, o representante da ANP, Alfredo Renault, também destacou a responsabilidade dos que fazem o Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia para “tocar o projeto a fim de gerar riquezas para o país e toda a sociedade brasileira”, nas palavras de Chamberlain. Renault também apontou a necessidade de se formar profissionais brasileiros que queiram e possam ficar no Brasil. “Temos que segurar nossos jovens talentos”, disse ele. O diretor da Agência adiantou que a UFPE foi contemplada com editais que garantem bolsas de pós-graduação para quem for pesquisar na área de petróleo.

HOMENAGENS – O professor Paulo Lyra aproveitou a solenidade e prestou homenagens a 16 pessoas, entre professores, alunos, técnicos, parceiros e contratados pelos relevantes serviços prestados durante todo o processo de construção a instalação do instituto. Entre os homenageados está o ex-reitor Amaro Lins. Alguns desses homenageados retribuíram a homenagem, também com a entrega de placas. Também estiveram presentes à inauguração a vice-governadora Luciana Santos, representando o governo do Estado, Paulo Câmara; o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Aluísio Lessa; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e Inovação do Recife, Guilherme Calheiros, representando a prefeitura municipal e, ainda, pró-reitores, diretores de centros, professores e alunos.

Laboratórios integrantes do instituto

1 – Laboratório de Síntese e Lubrificantes – LSL

2 – Laboratório de Petróleo e Derivados – LPD

3 – Laboratório de Bioprodutos – LB

4 – Laboratório de Química– LQ

5 – Laboratório de Petroquímica – LP

6 – Laboratório de Refino – LR

7 – Laboratório de Biocorrosão e Corrosão – LBC

8 – Laboratório de Geologia Sedimentar – Lagese

9 – Laboratório de Simulação e Gerenciamento de Reservatórios – Siger

10 – Laboratório de Computação Científica e Visualização – LCCV

11 – Laboratório de Biologia Molecular e Tecnologia Ambiental – Labiota

12 – Laboratório de Geomecânica – LG

Pessoal envolvido

70 professores

400 pessoas, entre técnicos, docentes, bolsistas e pesquisadores

Investimento e área

R$ 983.714,00 foi o valor apoiado para elaboração do projeto executivo (em 03/2010)

R$ 76.565.851,85 é o valor total apoiado para o empreendimento (em 12/2012)

13.280,89 m² de área total

Bloco dos laboratórios

12.222,57 m² é a área destinada ao Bloco dos Laboratórios (BLA) com sete pisos

12 laboratórios vão funcionar no prédio

181 salas nos laboratórios

Ambientes coletivos

9 salas no 6º andar + restaurante e cozinha

14 banheiros masculinos e 14 banheiros femininos 

6 almoxarifados

5 copas

1 Centro de Convenções, com 6 salas, no 1º andar

Unidade de Plantas Piloto e Bloco Técnico/Utilidades

829,57 m² é área do Galpão de Unidades Piloto (UNP)

7 salas | 2 banheiros masculinos e 2 banheiros femininos | 1 copa

228,75 m² é a área do Bloco Técnico, que inclui, transformadores, painéis de média tensão, grupo gerador, centrais de gases, GLP e ar comprimido

720 m2 área de Utilidades inclui ainda estação de tratamento de esgotos, unidade central do sistema de refrigeração (chillers-bombas), casa de bomba, estação elevatória, depósitos para lixos diversos etc.

Área total de urbanização é de 5.025,35 m2

Mais informações

Professor Paulo Lyra

Coordenador do Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia

prmlyra@padmec.org

Confira aqui o álbum de fotos da cerimônia de inauguração do Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia, de autoria do fotógrafo Passarinho, da Ascom-UFPE.

 

Compartilhe: