A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) realiza

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) realiza

Na oportunidade, ocorre ainda a 5ª edição do Ciclo de Debates “Cenários do Brasil nos próximos 20 anos e o papel da Educação Superior”, com palestra do Ministro Paulo Bernardo, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG)
Na pauta da reunião, assuntos como a discussão acerca da 4º Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação; os investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento para petróleo e gás, com a participação do Superintendente Florival Rodrigues de Carvalho (ANP); a criação do Colégio de Pró-reitores de Graduação das IFES; as Estratégias para a Expansão como Política de Estado e a discussão acerca do Rehuf, com a presença do professor José Rubens Rebelatto, da Diretoria de Hospitais Universitários e Residências em Saúde (MEC). Além desses pontos, haverá o Lançamento Relatório Reuni

Ciclo de Debates

O objetivo do Ciclo de Debates é receber autoridades políticas, especialistas, intelectuais para debater temas como cenários econômicos, meio-ambiente, ciências e tecnologia, qualidade da educação e da saúde pública, energia, relações internacionais, entre outros, buscando a interlocução com lideranças de diferentes áreas.

Ciro Gomes, Cristovam Buarque, Henrique Meirelles e Fábio Wanderley de Farias já participaram do evento. Nomes como Dilma Roussef, José Serra, Aécio Neves, José Sérgio Gabrielli, Marcio Pochmann, Marina Silva também já foram convidados e devem participar das próximas edições.

O palestrante.

Paulo Bernardo Silva nasceu em 10 de março de 1952 na cidade de São Paulo, SP. Bancário, foi eleito Deputado Federal pelo PT do Paraná para a primeira legislatura de 1991 a 1995. Foi reeleito, em 1994, para o segundo mandato, no qual foi vice-líder do PT e presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle.

Em 1999 assumiu o cargo de Secretário de Fazenda do Estado do Mato Grosso do Sul, onde permaneceu até o fim de 2000. Foi ainda secretário de Fazenda do município de Londrina de janeiro de 2001 a março de 2002.

Em 2002, foi eleito para o seu terceiro mandato, ocupando cargos de destaque na Câmara Federal. Foi, novamente, vice líder do PT e presidente da Comissão Mista de Planos Orçamentos Públicos e Fiscalização. Licenciou-se em março 2005 para assumir o ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Fonte: Ministério do Planejamento – www.planejamento.gov.br .

Compartilhar