Acontece na UFSCar

Acontece na UFSCar

UFSCar participa de desenvolvimento de software inteligente

Programa Never-Ending Language Learner pode dinamizar os processos de busca na Internet

Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em parceria com pesquisadores da Carnegie Mellon University, dos Estados Unidos, desenvolvem um programa de computador capaz de aprender de forma autônoma.

Segundo Estevam Rafael Hruschka Júnior, participante do projeto e professor do Departamento de Computação (DC) da UFSCar, pretende-se mostrar que um computador, chamado NELL (Never-Ending Language Learner), pode adquirir conhecimento continuamente e ter autonomia suficiente para revisar e ampliar seu conhecimento a partir de novas descobertas. O pesquisador conta que esse tipo de aprendizado contínuo é inspirado na forma como os seres humanos aprendem, pois quando a pessoa nasce, ela inicia a construção de sua base de conhecimento a partir de pequenas dicas e da exploração do ambiente. “O NELL é o primeiro sistema computacional inteligente na história da Computação a aprender de maneira contínua em um processo chamado de aprendizado sem fim. Assim como nós seres humanos, o NELL aprende mais à cada dia e utiliza os conceitos já aprendidos para evoluir sua capacidade de aprendizado e sua base de conhecimento automaticamente”, destaca Estevam Júnior.

O NELL está inserido no projeto Read the Web, desenvolvido em parceria entre a UFSCar e os pesquisadores norte-americanos. A ideia do “Leitura da Web” é utilizar uma aplicação real para mostrar a viabilidade do NELL. Para isso, inicialmente, o computador recebeu algumas informações de temas sobre os quais ele deveria aprender, como localidades, empresas, livros e pessoas, e a partir daí começou a “ler” o conteúdo da web para extrair conhecimento dos temas definidos. Para entender como o aprendizado contínuo funciona, o pesquisador brasileiro conta como o NELL aprende os nomes das cidades do mundo. “Inicialmente fornecemos ao computador algumas dicas de leitura que o auxiliarão na identificação de cidades em textos disponíveis na web. Podemos dizer a ele que sempre que encontrar a sentença ‘X é uma cidade localizada…’ o termo X se refere a uma cidade”, explica o professor. Assim, o sistema passa a ler a web em busca dessas cidades. Após a leitura e a identificação de algumas cidades, o NELL tem condições de definir, autonomamente, novas formas de identificação de cidades, utilizando a sentença “a prefeitura municipal de X”, por exemplo.

Para Estevam Júnior, um ponto muito importante no aprendizado contínuo é que haja uma forma de validação interna que evite o aprendizado e a propagação de erros. Para exemplificar esses problemas, o professor conta que se o NELL detectar o padrão textual “moro em X” como adequado para se identificar cidades, ele pode considerar Portugal como uma cidade caso encontre a frase “moro em Portugal”. “Para evitar tais equívocos, o NELL tem um conjunto de componentes de aprendizado e um conjunto de temas a aprender. Dessa forma, um dado conhecimento só será considerado verdadeiro ou aprendido caso haja evidência suficiente da veracidade de tal conhecimento”, conclui o pesquisador.

O projeto ainda está em desenvolvimento no DC da UFSCar e, no futuro pode, por exemplo, otimizar os serviços de busca na Internet, a partir de associações de palavras que possibilitam respostas mais precisas de acordo com as necessidades do usuário. Além de auxiliar na busca, o programa também seleciona fontes confiáveis de informação e atua na averiguação da veracidade do conteúdo, comparando os resultados obtidos na web.

 


Rádio UFSCar participa do I Festival de Música das Rádios Públicas de São Paulo

Evento contempla músicas cantadas e instrumentais e as inscrições podem ser feitas até o dia 17 de junho

Até o dia 17 de junho, estão abertas as inscrições no I Festival de Música das Rádios Públicas de São Paulo. O evento é uma promoção da Associação das Rádios Públicas do Brasil (ARPUB) e será realizado pela Rádio UFSCar e pela Rádio Unesp (Bauru), com apoio da Rádio Cultura (São Paulo) e da Rádio Cultura Municipal de Amparo.
O Festival contempla as categorias música instrumental e música cantada. As composições não precisam ser inéditas, nem terem sido feitas especificamente para o Festival. Podem participar músicos paulistas ou que residam no Estado de São Paulo há mais de um ano.
Na primeira fase do Festival, um júri especializado selecionará 30 músicas, sendo 15 canções de cada categoria, que tocarão nas quatro rádios paulistas promotoras do Festival. Das 30 selecionadas, 10 músicas, sendo cinco trabalhos de cada categoria, passam para a segunda fase. No final da seleção, uma canção de cada categoria participa do III Festival Nacional.
As inscrições podem ser feitas, até o dia 17 de junho, nos sites da Rádio UFSCar, www.radio.ufscar.br, e da Rádio Unesp, www.radio.unesp.br, onde já estão disponíveis os formulários para participação no Festival. A lista de selecionadas para a primeira fase será divulgada no dia 4 de julho. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail radio@ufscar.br ou pelo telefone (16) 3351-8099.


UFSCar sedia Seminário Brasileiro de Ciência, Tecnologia e Sociedade

Evento acontece entre os dias 14 e 16 de junho e tem como objetivo analisar questões relevantes à produção e disseminação do conhecimento

Entre os dias 14 e 16 de junho, acontece na UFSCar o I Seminário Brasileiro de Ciência, Tecnologia e Sociedade (I SBCTS), promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade (PPGCTS) da UFSCar. O evento tem como objetivo promover o encontro de docentes e pesquisadores que estejam trabalhando, direta ou indiretamente, com estudos na área de CTS, de modo a propiciar o intercâmbio e o debate de ideias, bem como o compartilhamento das experiências de pesquisa.
A programação conta com conferências ministradas pelos professores Pablo Kreimer, da Universidade Nacional de Quilmes (Argentina), e Tamara Benakouche, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Além disso, haverá apresentações orais dos trabalhos aprovados pelo comitê científico e mesas-redondas que abordam temas como “O Campo CTS no Brasil”, “Panorama atual das Políticas de Ciência e Tecnologia”, “Culturas contemporâneas e a produção do conhecimento”, “Regulação das tecnologias emergentes” e “Temas transversais em CTS”.
As inscrições para a apresentação de trabalhos já está encerrada, mas interessados em participar do evento podem fazer suas inscrições pelo site www.sbcts2011.ufscar.br. Mais informações e a programação completa também pode ser consultadas no site do evento ou pelo e-mail sbcts2011@gmail.com.


UFSCar realiza a II Jornada de Estudos sobre a Educação Especial e a Educação no Campo

Evento é aberto a todos os interessados e acontece dia 14 de junho

No próximo dia 14 de junho, a UFSCar sedia a “II Jornada de Estudos: a interface entre Educação Especial e Educação no Campo”. O evento recebe pesquisadores de outras instituições de Ensino Superior do Brasil para discutir temas como o foco na educação escolar indígena. A atividade é aberta a todos os interessados.
A programação da Jornada conta com mesas-redondas apresentadas por Marilda Bruno, docente da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Silvia Meletti, docente do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), e de professora Clarice Cohn, do Departamento de Ciências Sociais da UFSCar. Além das mesas-redondas, a atividade também apresenta sessões de comunicação oral de pesquisa e extensão na área.
A Jornada é organizada pelo Laboratório de Estudos e Pesquisas em Direito à Educação – Educação Especial (LEPEDEEs) e pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo (GEPEC) da UFSCar. O evento acontece das 9 às 17 horas, no Auditório do Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH), localizado no edifício de aulas teóricas AT 2, na área Sul do campus São Carlos. Mais informações pelo e-mail eecampo2011@gmail.com.

 

Compartilhar