Andifes é homenageada em evento comemorativo de 50 anos da Finep

A Andifes foi uma das instituições homenageadas, na solenidade de comemoração dos 50 anos da Finep, realizada nesta segunda-feira, 19 de junho, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. O prêmio teve o objetivo de homenagear as instituições que marcaram a história do órgão cinquentenário.  Durante o evento que contou com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, o presidente da financiadora, Marcos Cintra, juntamente com o presidente dos Correios, Guilherme Campos, lançou um selo e um carimbo comemorativos em alusão ao cinquentenário da principal agência de apoio à inovação do Brasil. A Andifes, na ocasião, foi representada por seu vice-presidente, o reitor Paulo Márcio Farias (Unifal).

“A Finep vem desempenhando há 50 anos um papel de protagonista no desenvolvimento do Brasil moderno. Nos últimos 15 anos, apoiou projetos de 59 universidades federais (94% do total de universidades federais brasileiras) e 39 estaduais (87% do total). Na outra ponta da cadeia, foi fundamental para ajudar a introduzir a cultura inovadora nas empresas brasileiras, o que ajudou o País a ser um dor dos principais players em segmentos como aeronáutica, agronegócio, mineração e exploração de petróleo em águas profundas”, destacou o presidente da financiadora, Marcos Cintra.

Para o ministro Gilberto Kassab, não há país que tenha se desenvolvido e conquistado qualidade de vida sem investimentos públicos na área de ciência, tecnologia e inovação. “Nossa prioridade é recuperar recursos para o setor, que não podem ser vistos como gastos, mas investimentos. Para isso, precisamos de mobilização e solidariedade da sociedade brasileira a fim de sensibilizar o governo. Mostrar a importância da Finep e dos projetos apoiados por ela é parte fundamental nesse processo”, disse Kassab.

Além da Andifes, a financiadora homenageou outras 11 instituições, como a Embrapa, a Fiocruz e a Embraer. Além das instituições, foram homenageadas 11 personalidades, como Helena Nader, presidente da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), o matemático Jacob Palis, o ex-ministro João Paulo dos Reis Velloso, Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), e Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Durante a oportunidade, ainda foram assinados convênios, como o Proinfra, destinado ao apoio de projetos de implantação, modernização e recuperação de infraestrutura física em universidades e instituições públicas de pesquisa, no valor de R$ 200 milhões, e também convênios referentes a três chamadas da Finep: Apoio Institucional; Centros Nacionais Multiusuários; e CT-Infra. Ao todo, foram aprovados 171 projetos nesses editais, totalizando R$ 410,5 milhões.

Paulo Márcio, que representou a Andifes na solenidade, se disse satisfeito com a assinatura do convênio. “A assinatura desta carta é o ápice de um esforço conjunto de diversos atores públicos. A complementação das obras sempre foi um desafio para as universidades e para a Andifes. Isso mostra que a Finep quer o mesmo que nós: contribuir para o desenvolvimento econômico, humano e social do Brasil”, concluiu o vice-presidente da Andifes.

Sobre a Finep

Vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a Finep promove o desenvolvimento econômico e social do País por meio do apoio público à ciência, tecnologia e inovação em empresas, universidades e institutos tecnológicos, em todas as etapas de desenvolvimento: pesquisa básica, pesquisa aplicada, inovação e criação de novos produtos, serviços e processos. De 1967 a 2017, a Finep apoiou aproximadamente 30 mil projetos, como o avião Tucano, um dos mais famosos da Força Aérea Brasileira (FAB), o acelerador de partículas Sirius, o Supercomputador Santos Dumont e o Laboratório de Tecnologia Oceânica da Coppe/UFRJ.

Ascom/Andifes, com informações da Finep

Compartilhe: