Andifes realiza 4ª edição do Ciclo de Debates “Cenários do Brasil e papel da Educação Superior”

Andifes realiza 4ª edição do Ciclo de Debates “Cenários do Brasil e papel da Educação Superior”

O Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) se reuniu nos dias 9 e 10 de dezembro, no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG). Na pauta, a continuação do Ciclo de Debates “Cenários do Brasil nos próximos 20 anos e o papel da Educação Superior” e assuntos como orçamento 2009/2010, Reuni e Programa de Apoio à Pós-Graduação das Ifes (PAPG-Ifes).

A quarta edição do Ciclo de Debates teve a participação do professor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Fábio Wanderley dos Reis. O cientista político falou sobre a configuração do Estado moderno e o papel da educação neste contexto. Ele destacou a globalização e a herança escravista brasileira como eventos recentes da história do país que influem nas questões políticas, sociais e econômicas brasileiras.

Segundo o professor Fábio Wanderley, o Brasil é o único país moderno com um maciço legado escravista, que causa conseqüências à questão da igualdade no país. Isso, somado ao analfabetismo expressivo em pleno século XXI, causa “conseqüências político-institucionais da maior relevância”, de acordo com o palestrante. Perguntado se concorda com as políticas de ações afirmativas nas universidades, o cientista afirmou que sim, desde que baseada em critérios sociais. “Seria tecnicamente complicado e humanamente odioso dividir brancos de pretos, mas é importante que haja ação afirmativa, sou a favor de um Estado fazendo política social”, defendeu.

Outro elemento determinante no cenário brasileiro, de acordo com o professor, é a violência. “O tráfico, as chacinas freqüentes na periferia das cidades mostram um país novo e, quando se olha para o futuro, não há razão para acreditar que isso vai melhorar. A precariedade das condições de vida da grande maioria da população é um lastro negativo da escravidão”, explicou. Nesse cenário, o professor apontou um caminho a ser seguido: “Quanto ao Brasil, a questão nacional é a questão social. O desafio brasileiro é o que se coloca na questão social, e é evidente o papel da educação nisso”.

Sobre a configuração das universidades, o palestrante sugeriu a “associação adequada entre ensino e pesquisa”, até com separação física. “Não acho necessário que todas as instituições tenham excelência em ensino e pesquisa”. O professor ainda lembrou do desafio das questões ambientais, nas quais, segundo ele, o Brasil tem assumido protagonismo com elementos positivos. Os reitores questionaram Fábio Wanderley sobre as perspectivas eleitorais e os cenários para o futuro.

Ciclo de Debates
O professor Fábio Wanderley Reis foi o quarto participante do ciclo de debates promovido pela Andifes, que já recebeu o deputado federal Ciro Gomes e o senador Cristovam Buarque. O objetivo da Associação é debater temas como cenários econômicos, meio-ambiente, ciências e tecnologia, qualidade da educação e da saúde pública, energia, relações internacionais, entre outros, buscando a interlocução com lideranças de diferentes áreas. Nomes como Dilma Roussef, Aécio Neves, José Serra e Marina Silva também devem participar do Ciclo de Debates da Andifes.

Compartilhar