Andifes realiza a LXXXII reunião ordinária do Diretório Nacional e se encontra com Deputados

Andifes realiza a LXXXII reunião ordinária do Diretório Nacional e se encontra com Deputados

Andifes realizou ontem, 23, a LXXXII reunião ordinária do Diretório Nacional. A pauta foi a MP nº 520/2010 que trata da criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares S.A. – EBSERH, orçamento 2011 e criação de cargos docentes.

Andifes visita presidente da Comissão de Educação

No período da tarde, às 14h30, a diretoria Executiva se reuniu com a Dep. Fátima Bezerra (PT/RN) presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. O objetivo do encontro é aprimorar a interlocução da Andifes com a Comissão e o parlamento. O presidente da Andifes, reitor Edward Madureira Brasil lembrou que mesmo com a expansão das Universidades os números ainda são tímidos. “Precisamos continuar a expansão”. Disse ainda que há dificuldades quanto ao corte de custeio. Estiveram presentes o Dep. Newton Lima (PT/SP), Dep. Waldenor Pereira (PT/BA) e Dep. Paulo Rubem (PDT/PE).

Diretoria visita relator da MP 520

Em seguida, às 15h, houve audiência com o Dep. Danilo Forte (PMDB/CE), relator da MP 520 para discutir, entre outros assuntos, o documento envidado aos governos federal, estaduais e municipais elaborado no último Conselho Pleno. No documento a Andifes informa que, preliminarmente, deve-se saldar os déficits orçamentários e resolver os problemas acumulados ao longo dos anos, quais sejam:

•Reposição de pessoal através de concurso público e remunerado pelo tesouro da união;
•Financiamento apropriado para infraestrutura, custeio e equipamentos;
•Aumento da eficiência de gestão com apoio administrativo;
•Dimensionamento e quitação do passivo trabalhista dos empregados atualmente contratados pelas fundações de apoio;
•Viabilização de hospitais universitários para todas as IFES que têm cursos na área da saúde;
•Aplicação e continuidade dos princípios estabelecidos no REHUF.

Ao final da reunião o relator da MP 520/10, Dep. Danilo Forte disse que a Andifes poderá propor emendas até o fim de abril.

Compartilhar