Andifes recebe diretoria do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior

Andifes recebe diretoria do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior

A diretoria da Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), representada pelo presidente reitor Alan Barbiero (UFT) e pela 1ª vice-presidente reitora Ana Dayse Dorea (Ufal) e o secretário executivo da Associação Gustavo Balduino receberam, no dia 11 de novembro, a diretoria do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), na sede da Associação, em Brasília.

O presidente do Andes Ciro Teixeira Correia, a secretária-geral Solange Bretas e o tesoureiro José Vitório Zago entregaram à Andifes um conjunto de documentos com as elaborações do Sindicato acerca da carreira docente, da atuação das fundações de apoio à pesquisa, da reforma universitária e do novo Enem.

O presidente da Andifes informou que nos últimos meses a Associação intensificou debates polêmicos, por exemplo, sobre a autonomia universitária e a situação dos Hospitais Universitários (HUs), segundo o reitor, pautas centrais da Andifes atualmente.

Sobre as alterações no regime de dedicação exclusiva, o reitor Alan Barbiero informou que apesar de não ser uma pauta da Andifes, a entidade propôs algumas alterações no documento elaborado pelo Ministério da Educação (MEC). Na discussão sobre a carreira docente, o presidente da Andifes explicou ao Andes que a Associação não foi chamada a participar dos debates. “Depois de informados pelo MEC de que a discussão era liderada pelo Ministério do Planejamento (MPOG), fomos ao MPOG e nos colocamos à disposição para debater, mas ainda não participamos destas conversas”, afirmou o reitor.

O presidente do Sindicato dos Docentes fez críticas à atuação das Fundações de Apoio e à discussão sobre a carreira docente. Ciro Teixeira sugeriu que Andifes e Andes se reúnam novamente, depois que a Andifes avaliar os documentos com a opinião do Sindicato acerca dos temas levantados. “O debate é muito importante para mapearmos as concordâncias e discordâncias”, ressaltou Teixeira.

Alan Barbiero destacou o panorama da Educação Superior e afirmou a disposição da Andifes para o debate: “Na nossa compreensão, houve um avanço muito grande, passamos de cerca de 600 mil para 1 milhão de matrículas. Este é um momento muito importante, de abertura”. Segundo o reitor, a interação com o Andes é muito importante e deve ser marcado outro encontro ainda este ano, após a leitura dos documentos entregues.

 

Compartilhar