Andifes se reúne com presidente da República, Dilma Rousseff

Andifes se reúne com presidente da República, Dilma Rousseff

A Andifes se reuniu com a presidenta da República Dilma Rousseff, dia 13 de dezembro no Palácio do Planalto, para estabelecer compromissos com o futuro da educação brasileira e expansão das universidades federais. Esta reunião consolidou uma prática iniciada no governo anterior de encontros anuais do Presidente da República com a Andifes.

Em nome de todos os reitores, o presidente da Andifes, reitor João Luiz Martins (UFOP), lembrou a presidenta do papel fundamental que têm as universidades federais na formação e qualificação de pessoas para o país. “Em qualquer região desse país temos a missão de formar as elites dirigentes dos setores público e privado. Produzimos ciência sem fronteiras e atendemos milhões de brasileiros na saúde pública”, afirmou o presidente.

João Luiz lembrou que no ano de 2003 a Andifes apresentou ao então presidente Lula uma proposta para expansão das universidades federais, o Reuni – Programa de Expansão e Reestruturação das Ifes. Este programa foi implantado e concretizou um crescimento elevado na rede de universidades federais, de mais cursos, alunos, docentes e servidores.

No entanto, o presidente da Andifes acrescentou que apesar dos avanços com o Reuni ainda é reduzida a escolaridade dos jovens que ingressam no ensino superior. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD/IBGE) apenas 30,3% dos jovens de 18 a 24 anos declaram estudar e apenas 14,4% estão matriculados no ensino superior em 2009. Além disso, o fluxo na educação básica é baixo. “Temos por ano, três milhões de vagas no vestibular, todavia apenas um milhão e setecentos alunos concluem o ensino médio. Precisamos fortalecer a nossa base”, disse João Luiz.

Em seguida foi apresentado a relevância do Projeto de Lei 2.134/2011 que cria cargos para as universidades federais que tramita no Congresso Nacional. João Luiz falou que a aprovação deste Projeto ainda este ano é fundamental para consolidação da expansão com qualidade.

A presidenta da República Dilma Rousseff disse que quer se reunir novamente com os reitores para criar um Plano estratégico para as universidades federais.

Instrumentos para Expansão
A Andifes apresentou uma proposta de diretrizes para uma nova expansão da educação superior, resultado de um amplo debate entre reitores, seus colégios e fóruns de pró-reitores das universidades federais, que são:

1. Promover as alterações que forem necessárias no ensino de graduação e de pós-graduação de modo a aprimorar as condições da formação cidadã, com ênfase nos valores éticos e cívicos que devem nortear a vida numa sociedade justa e democrática;
2. Aumentar as vagas de ingresso na graduação, em áreas estratégicas, bem como no período noturno;
3. Aumentar a oferta de vagas nos cursos de mestrado e doutorado (considerando a diminuição das desigualdades regionais);
4. Ampliar a oferta de mestrados profissionais temáticos nacionais em rede:
5. Reduzir as taxas de evasão;
6. Ampliar os programas de mobilidade estudantil (nacional e internacional);
7. Ampliar as políticas de inclusão, assistência e permanência estudantil;
8. Elevar as taxas dos concluintes da graduação e da pós-graduação;
9. Diminuir as desigualdades de ofertas de educação superior entre as diversas regiões do país;
10. Promover uma maior internacionalização da pesquisa e da pós-graduação brasileira;
11. Ampliar o financiamento do sistema de educação à distância;
12. Formar professores, intensificar e aprofundar o relacionamento da Educação Superior com a Educação Básica visando atender as demandas por professores da Educação Básica em áreas carentes e estratégicas;
13. Intensificar as atividades de extensão em áreas de grande pertinência social (alfabetização, nutrição, segurança pública, geração de emprego e renda, formação de agentes de políticas sociais, cultura, artes);
14. Criar programa de “Incubação” de cursos de pós-graduação;
15. Apoiar iniciativas de valorização de empreendedorismo na pós-graduação;
16. Ampliar programas institucionais de iniciação científica e tecnológica;
17. Estabelecer, entre as universidades federais, estados, DF e municípios uma colaboração efetiva, dentro dos objetivos finais da universidade, ensino, pesquisa e extensão.
18. Estabelecer uma política específica de relacionamento acadêmico com as empresas no âmbito da educação continuada de recursos humanos e a busca do estreitamento da pesquisa aplicada no sentido de facilitar a inovação na cadeia produtiva.

Confira o pronunciamento do presidente da Andifes, reitor João Luiz Martins

Compartilhar