Autoridades da cidade chinesa de Wuhan visitam a UFMA para firmar parcerias

Autoridades da cidade chinesa de Wuhan visitam a UFMA para firmar parcerias

SÃO LUÍS – A Universidade Federal do Maranhão recebeu nesta quarta-feira, 21, comitiva da cidade chinesa de Wuhan, que está em missão oficial em São Luís para estabelecer parcerias e acordos internacionais. Em reunião com a reitora Nair Portela, a delegação, liderada pelo vice-prefeito, Zhang Heshan, manifestou o interesse de firmar parcerias para promover o intercâmbio de estudantes e professores de universidades brasileiras com a cidade chinesa.

A reitora frisou a importância da construção de parcerias internacionais, como esta entre Brasil e China, para a troca de conhecimentos. “A universidade possui um leque muito grande de possibilidades de realizar projetos em diversos campos, estamos confiantes que, com essa parceria, se abrirão amplas oportunidades para nossos professores e alunos”.

O secretário de planejamento do município, José Cursino, representando o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, explicou que a prefeitura pode firmar com o governo de Wuhan acordos nas áreas portuária, do esporte, ciência e tecnologia, medicina e educação. “A UFMA, com a sua competência e conjunto de pesquisas, especialmente em áreas como biodiesel e energia eólica, poderá contribuir bastante para o desenvolvimento dessa relação”.

Assessor de internacionalização da UFMA, o professor Alan Kardec Barros ressaltou a importância de convênios desse tipo para a Universidade. “Um dos projetos desta gestão é reforçar a internacionalização, firmando parceria real entre aqueles que estão interferindo na geopolítica brasileira”.

Da reunião, em que também estavam presentes dirigentes dos departamentos de Finanças, Trabalho e Turismo da prefeitura de Whuan, participaram representantes de outras instituições de ensino superior da cidade, como a UEMA, UNDB, Instituto Laboro, entre outras.

 Saiba mais

Fundada há mais de 3.500 anos, a cidade de Wuhan é uma potência no que se fere a desenvolvimento humano, abrigando o terceiro maior centro científico da China, além de ser um importante centro político, econômico e financeiro. Wuhan possui cerca de dez milhões de habitantes e cresce a uma taxa anual de 11,4%. Atualmente, Wuhan tem 17 cidades-irmãs.

ASCOM – Universidade Federal do Maranhão

Compartilhar