Brasil investe 4,4% do PIB em educação. Ensino superior recebe 6,7 vezes mais recursos

Brasil investe 4,4% do PIB em educação. Ensino superior recebe 6,7 vezes mais recursos

BRASÍLIA – Com investimento público de 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação, o Brasil aplicava 6,7 vezes mais em alunos do ensino superior do que do nível básico, em 2006, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. Ele enfatizou que, em 2002, a diferença era de 10,1 vezes.

Os cálculos foram feitos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, e serão encaminhados para a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), entidade que prepara relatórios sobre a situação do ensino no mundo.

Usando uma outra metodologia, que considera também os gastos com bolsas de estudo e a cota patronal recolhida à Previdência, o Inep concluiu que o investimento no ensino alcança 5% do PIB. O cálculo analisa despesas do governo federal, dos governos estaduais e das prefeituras em todos os níveis de ensino.

Para o ministro, o Brasil precisa destinar 6% do PIB para a educação, considerando a metodologia que estima gasto de 4,4% do PIB com o setor, em 2006. Ele lembrou que os investimentos do Fundeb não entraram na conta, já que o novo fundo começou a funcionar em 2007.

Demétrio Weber
O Globo Online – Educação – 29/10/2008

Compartilhar