Calendário acadêmico da Unir não é suspenso, mas greve continua em RO

Calendário acadêmico da Unir não é suspenso, mas greve continua em RO

Professores grevistas já chegam a 70% em todo o estado. Docentes que não aderiam ao movimento contiuam dando aula.

Na tarde da última quarta-feira (12), na Universidade Federal de Rondônia (Unir) Centro, gresvista votaram à suspensão do calendário acadêmico para o semestre de 2015/2. De acordo com o Sindicato dos Técnicos da Unir (Sintunir) e Associação de Docentes da Universidade Federal de Rondônia (Adunir), o calendário não está suspenso em parte, pois os professores que não aderiram a greve continuaram a dar aulas normalmente. A votação foi realizada na Unir Centro, em Porto Velho.

De acordo com Sintunir, a suspensão foi aprovada, porém os professores que não aderiram a greve o calendário ainda e válido. Os docentes que aderiram ao movimento reporão as aulas logo após a o encerramento, logo um novo calendário será feito para esses docentes grevistas.

Unir
Os servidores da Unir entraram em greve oficialmente no dia 1º de junho, pedindo melhores condições de trabalho, reajuste salarial, plano de cargos e salários e fim dos cortes do governo federal na educação.

A universidade conta com 14 mil alunos divididos em 67 cursos de graduação e 17 de pós-graduação. De acordo com o Sintunir, 60% dos técnicos estão em greve nos 8 campus da universidade. O número de professores grevistas já chega há 70%.

G1

Compartilhar