Capes aprova novos doutorado e mestrado na UFSJ

Capes aprova novos doutorado e mestrado na UFSJ

A partir do próximo ano, a Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) passará a oferecer um novo curso de doutorado, na área de Física e Química de Materiais, e mais um mestrado interdisciplinar em Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável.

O oferecimento desses cursos foi aprovado pela Capes, órgão do Ministério da Educação que, entre outras atividades, analisa propostas e autoriza a criação de pós-graduações no país. O resultado foi divulgado na última terça-feira, 9. 

O Programa de Pós-Graduação em Física e Química de Materiais que, em 2010, ofereceu somente curso de mestrado, em 2011, passará a oferecer doutorado, ambos no Campus Dom Bosco, em São João del-Rei. A proposta partiu do Departamento de Ciências Naturais (Dcnat).

Já o curso de mestrado em “Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável”, concebido por professores do Campus Alto Paraopeba, será oferecido nessa mesma unidade da UFSJ.

Doutorado
De acordo com o coordenador do Programa em Física e Química de Materiais, professor Marco Antônio Schiavon (Dcnat), o novo doutorado tem duração de quatro anos. O público alvo é formado por físicos, químicos, engenheiros e demais profissionais que se interessem pela área de Materiais. O edital de seleção, com as datas de inscrição, está previsto para sair no final de novembro, sendo divulgado através do site www.ufsj.edu.br/fqmat. O programa oferecerá duas linhas de pesquisa: “Síntese, Caracterização e Propriedades de Materiais” e “Estudos Teóricos e Computacionais de Materiais”. O corpo docente será formado pelos professores Dcnat, André Luiz Mota, Arnaldo César Pereira, Clébio Soares Nascimento Júnior, Jose Luiz Arestrup Alves,  Josefredo Pliego Rodrigues Jr., Honória de Fátima Gorgulho, Heron Carlos de Godoy Caldas, Horácio Wagner Leite Alves, Juan Carlos Paredes Campoy, Lizardo Henrique Cerqueira Moreira Nunes, Luciana Guimarães, Marco Antonio Schiavon, Marco Túlio Raposo, Patrícia Benedini Martelli, Ricardo Luciano Sonego Farias, Valdir Mano. Também integra o corpo docente o professor do Departamento de Mecânica, Kurt Strecker (Demec).

Segundo o professor Schiavon, “a implantação deste Programa visa ao crescimento científico e tecnológico regional, com vistas à inserção do Programa no cenário nacional e internacional”. O curso foi aprovado pela Capes com o conceito 4, tendo obtido destaque no quesito estrutura curricular.

Interdisciplinariedade
O Mestrado Interdisciplinar em Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável terá duração prevista de dois anos e é destinado a químicos, engenheiros, biólogos, economistas, entre outros profissionais. O curso terá três linhas de pesquisa: Tecnologias Limpas, Avaliação e Impactos em Sistemas socioambientais e Processos e Produtos para Redução de Impactos Ambientais.

Segundo a coordenadora, professora Ana Maria de Oliveira, ainda não estão definidas as datas de publicação do edital, o que será feito após a primeira reunião do Colegiado.

O corpo docente conta com os seguintes professores Ana Maria de Oliveira, Ana Cláudia Bernardes Silva, André Aguiar Mendes, Antônio Helvécio Totola, Bruno Meireles Xavier, Chang Yihwa, Dane Tadeu Cestarolli, Daniela Leite Fabrino, Enio N. de Oliveira Júnior, Heraldo Nunes Pitanga, Renata C. Zanetti Lofrano, Juliano Lemos Bicas, Luiz Guilherme Costa Melo, Marcelo da Silva Batista, Marcelo P. de Arruda Ribeiro, Renata C. Zanetti Lofrano, Rogério Antonio Picoli e José Francisco, este último professor da UFOP.

“Por se tratar de um curso ímpar, dado o seu caráter interdisciplinar, a inserção regional do campus, a integração com a área tecnológica e o foco em sustentabilidade, espera-se que o curso possa agregar valor as pesquisas realizadas no campus e propiciar novas tecnologias e produtos com aplicações diferenciadas”, afirma a coordenadora Ana Maria.

Compartilhar