Capes comemora 62 anos com homenagem a Paulo Freire e celebra a integração entre educação básica e superior

Capes comemora 62 anos com homenagem a Paulo Freire e celebra a integração entre educação básica e superior

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) realizou na tarde desta quarta-feira, 17, cerimônia em comemoração aos seus 62 anos, completados no último dia 11. O evento, realizado no edifício-sede da agência, em Brasília, foi marcado pela 1ª edição do Prêmio Anísio Teixeira da Educação Básica, que homenageou o patrono da educação brasileira, Paulo Freire.

O aniversário de 62 anos da Capes acontece no momento em que o número de bolsistas dos programas da educação básica oferecidas pela Coordenação alcançaram as de pós-graduação no Brasil e exterior. Em 2012, foram concedidas 230.120 bolsas pela agência, sendo 113.169 de pós-graduação e exterior e 116.951 bolsas para a Educação Básica.

O número mostra o compromisso da Capes com esse novo desafio. Durante mais de 50 anos, a agência se dedicou à evolução da pós-graduação e, desde 2007, passou a se dedicar à formação de professores da educação básica, tarefa esta que fez com que a Capes passasse a desempenhar o papel previsto pelo seu principal idealizador, o educador Anísio Teixeira: trabalhar pela qualidade da educação desde o nível básico até a pós-graduação.

O presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, ressaltou o crescimento e o impacto destas ações. “A pós-graduação brasileira continua com o crescimento de 10% e não foi atrapalhada nesse processo, pelo contrário. Recuperamos o legado de Anísio Teixeira, para formação de pessoal em todos os níveis.”

Guimarães também aproveitou para destacar as ações inovadoras na formação de docentes e valorização da licenciatura. “Temos avanços consideráveis. O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) atingiu 75 mil bolsistas. Experiências de mestrado profissional semipresencial para professores como o Profmat, maior programa de mestrado do país hoje, geraram experiências em letras, línguas. Agora estamos construindo para formação de história, artes, química, biologia. Precisamos reforçar o ensino de matemática e ciência dos nossos estudantes”, explicou.

De acordo com o presidente, a meta de todas as ferramentas desenvolvidas pela Capes é uma só: qualificar. “Nosso objetivo maior é dar importância à formação dos formadores da nossa juventude. A pós-graduação é beneficiária disso, pois jovens com boa formação certamente serão profissionais interessados em qualificação”.

Um livro sobre os primeiros cinco anos de experiência da Capes com a Educação Básica deverá ser publicado em breve.

Premiação
Como parte da cerimônia, foi realizada a 1ª edição do Prêmio Anísio Teixeira de Educação Básica. A premiação será concedida a cada cinco anos, a personalidades brasileiras que tenham contribuições relevantes e sistemáticas para o desenvolvimento da educação básica, para o aperfeiçoamento de ações dirigidas a esse nível de ensino ou para as atividades de melhoria da qualidade da formação de professores.

O educador pernambucano Paulo Freire, patrono da educação brasileira, foi o homenageado desta edição. Freire foi representado pelo filho, Lutgardes Costa Freire. “Agradeço a homenagem em nome de meu pai, sei que ele se sentiria muito honrado. Ele foi um grande admirador de Anísio Teixeira, especialmente com relação à ideia de escola pública, feita para todos, sem privilégios”, afirmou.

Lutgardes leu um trecho da obra Pedagogia da Esperança e definiu o pai como pessoa amorosa, interessada no bem viver de todos e na harmonia com o todo “Ele gostaria de ser lembrado como alguém que amou o mundo”, concluiu.

Legado de Paulo Freire
Para celebrar e promover um maior conhecimento do legado freireano, o evento contou com a mesa-redonda: “Paulo Freire e o processo de produção de conhecimentos na área de educação”. Três especialistas na obra do educador debateram aspectos como a dialogicidade, a politicidade e o sentido do conhecimento.

Segundo o professor da Universidade de São Paulo e diretor geral do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti, a obra do educador continua importante para os dias de hoje. “Para Freire, o conhecimento é uma ação emancipatória, em que quem aprende se torna autor. Só sei aquilo que eu mesmo consigo construir. E essa não é uma aquisição, não funciona como transposição de quem não sabe para quem sabe. O conhecimento se constrói na problematização. Os professores têm virado máquinas de ensinar e o ensino vira apostilamento. Isso precisamos questionar.

Precisamos construir conhecimento ligado a vida, não apenas para a avaliação do mercado”, enfatizou. Moacir trabalhou 23 anos com Paulo Freire.

O pesquisador da Universidade de Brasília, Pedro Demo, fez uma análise que vincula conhecimento e desenvolvimento. “País desenvolvido é aquele que produz o próprio conhecimento, país subdesenvolvido é aquele que apenas repete conhecimento. A maior tragédia da pobreza está em sua politicidade, na pobreza não se pode ser protagonista de seu próprio destino, não se tem chance de andar com as próprias pernas. Essa ideia devemos a Paulo Freire e isso mudou o que queremos e desejamos com a educação”.

Carmen Moreira de Castro Neves, diretora de Formação de Professores da Educação Básica (DEB), ressaltou o significado deste acordo. “Esta é uma parceria muito importante para atingir os secretários estaduais e municipais de educação de todo o Brasil. Nosso objetivo é ampliar a parceria numa política de formação do magistério e entendemos que a formação só se completa com um plano de carreira para os professores”, afirmou.

O secretário de Educação do Pará, Cláudio Cavalcanti Ribeiro, representante do Consed, comemorou a assinatura. “Com esse convênio pretendemos trazer mais eficácia para o trabalho que já desenvolvemos. A Capes já se tornou um grande parceiro nos desafios da Educação Básica brasileira”, afirmou.

Depoimentos
“Considero muito significativo que a comemoração dos 62 anos da Capes seja feita com o tema da educação básica, por meio de uma homenagem ao grande educador Paulo Freire. Significa que a formação de professores já está no DNA da Capes. Hoje temos um maior diálogo entre os diferentes níveis de ensino, da universidade à escola pública, e assim iremos desenvolver a educação no Brasil. Essa interação é um retorno ao que Anísio Teixeira pensou originalmente para essa coordenação. E se ele dizia isso na década de 50, hoje é mais atual do que nunca. Assumimos esse compromisso, com carinho, criatividade e grandes expectativas”. (Carmen Moreira de Castro Neves, diretora de Formação de Professores da Educação Básica)

“Comemoramos os 62 anos da Capes no momento em que o número de bolsistas da educação básica concedidas pela agência alcançam em número os da pós-graduação. É realmente uma data memorável, que será lembrada com muita alegria para os próximos anos”. (João Carlos Teatini, diretor de Educação a Distância)

“A Educação Básica de fato já está no DNA da Capes. Estamos agora no momento de expressar essa estrutura. Nesse momento, vale destacar os 48 seminários que estamos realizado com todas as áreas de avaliação, onde se discute as continuidades, as diretrizes e as avaliações de cada área. Fui em cada um desses seminários e coloquei a pergunta: o que nós, professores e pesquisadores, devemos e podemos fazer com relação aos desafios da educação básica? E assim estão aparecendo sugestões, diagnósticos e avaliações. Essa é a proteína que está expressando o DNA da Capes”. (Livio Amaral, diretor de Avaliação)

“A cerimônia é importante para ressaltarmos o tema da formação de professores da educação básica, especialmente sob a perspectiva de Paulo Freire, que trouxe uma visão inovadora da educação, como um processo de formação emancipador. Gostaria de parabenizar todos que fazem parte desses 62 anos de conquistas”. (Fabio de Paiva Vaz, diretor de Gestão)

“Gostaria de compartilhar minha experiência como servidora. A Capes tem sido bem sucedida pela capacidade de trabalho conjunto, entre servidores, consultores, parceiros internacionais e comunidade acadêmica. Nos últimos nove anos, temos uma dinâmica interna muito feliz e isso transparece para a comunidade com a qual trabalhamos. Temos visto o compromisso sério da presidência ao mesmo tempo que temos espaço para o desenvolvimento das potencialidades individuais. Essa dinâmica claramente reflete na qualidade do trabalho”. (Denise de Menezes Neddermeyer, diretora de Relações Internacionais)

“Em uma ocasião como o aniversário da Capes, passa-se uma história: o quanto esta agência é importante para a pós-graduação e para a educação básica no país, mas não apenas, como é importante para milhares de pessoas. Temos a sorte de poder ver na prática o resultado do nosso trabalho: quando falamos em 200 mil bolsistas, são as vidas de 200 mil pessoas que estamos ajudando a transformar para que assim elas possam transformar o Brasil”. (Sergio Cortes, diretor de Tecnologia da Informação)

“O aniversário de 62 anos da Capes é uma boa oportunidade para vermos o papel fundamental da agência na construção de todo o Sistema Nacional de Pós-Graduação. É também o momento para olhar para os nossos desafios, por isso importante reconhecer as contribuições de Paulo Freire. Seguiremos rumo a esse desafio da formação de professores, pois a Capes somos todos nós”. (Marcio de Castro, diretor de Programas e Bolsas no País)

(Pedro Matos – Coordenação de Comunicação Social da Capes)

Why do all men have to look gay when following fashion
watch game of thrones online free Wherever one wants to be kissed

Make Your Dog A Style Icon by Following Latest in Dog Fashion
free games online avoid wearing fanny packs and money belts

Best bra to firm a sagging cleavage
free online games and the well meaning racial politics are quite primeval

Jacks Pizza Coupons Printable 2010
cheap flights and the various selections on the left

What Girls Should Carry in Their Purses at School
forever 21 But they march to significantly different style beats

Hot and affordable fall 2013 fashion trends for women on a budget
jeux I mean the amount of weight we had to bench not weigh

LULI FAMA 2015 RUNWAY SHOW REVIEW
kleider and the movies aren’t any better

Silver Cuff links With Uniqueness And Style
cool math games including fabric selection

Compartilhar