Com Dilma, um Dia da Mulher especial

Com Dilma, um Dia da Mulher especial

Presidente acompanha preparativos e deve participar de programas de TV

BRASÍLIA. Primeira presidente mulher do Brasil, Dilma Rousseff acompanha de perto os preparativos especiais para eventos que marcarão as comemorações do Dia Internacional da Mulher, em 8 de março. A menina dos olhos de Dilma é a exposição de artistas plásticas brasileiras do século XX que ela mesma idealizou para os espaços do Palácio do Planalto. As homenagens às mulheres também serão feitas com a volta da presidente a programas das apresentadoras Ana Maria Braga, da TV Globo, e Hebe Camargo, na Rede TV!

Outros eventos estão sendo preparados pelos ministérios e secretarias da Presidência, por se tratar do primeiro Dia Internacional das Mulheres com uma mulher eleita no comando da nação.

A ideia é estender as comemorações pelo mês de março. Dilma retomará a agenda de participação em programas femininos, diante de pedidos feitos por apresentadoras das quais se aproximou quando ainda era ministra e enfrentou problemas com um câncer. Na próxima semana gravará, no Rio, participação no programa da Ana Maria Braga.

A exposição de artistas plásticas no Palácio do Planalto é o evento que mais tem merecido a atenção de Dilma. Apaixonada por artes plásticas, ela sonhou com uma exposição que reunisse desde as modernistas Anita Malfatti e Tarsila do Amaral à pós-modernista Djanira, até a contemporânea Beatriz Milhazes.

Dilma também sugeriu, e o Itamaraty está em fase final de negociação para conseguir o empréstimo da tela Abaporu, de Tarsila, que está no Museu de Arte Latino-americana de Buenos Aires. O quadro é um marco do Modernismo brasileiro, ao inaugurar o movimento antropofágico. Outras telas de artistas brasileiras serão garimpadas em museus mundo afora. A curadoria da exposição será da Fundação Armando Álvares Penteado.

O Ministério da Educação está engajado nas comemorações, selecionando professoras de destaque, do ensino fundamental a pesquisadoras de renome internacional de universidades brasileiras. A ideia é que Dilma as condecore com uma medalha de ordem ao mérito. A presidente deverá ir a duas capitais, participar da formatura de alunos do programa Próximo Passo, voltado à capacitação de pessoas cadastradas no Bolsa Família.

Segundo o Planalto, 80% dos que são capacitados pelo programa são mulheres. Também serão mantidas ações de combate à violência contra as mulheres e será reforçada a importância da Lei Maria da Penha, além de eventos na área da saúde da mulher. Em março, deverá ser lançado o Fórum Direito e Cidadania, provavelmente coordenado pelo secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

Compartilhar