Comissão da Verdade Milton Santos está instalada na UFBA

Comissão da Verdade Milton Santos está instalada na UFBA

Trabalhos revelarão abusos do período militar

A “Comissão Milton Santos de Memória e Verdade da UFBA” já está instalada e apta para iniciar os trabalhos de localização, análise, avaliação e catalogação de documentos que estejam sob a guarda da Universidade e se relacionem à violação de direitos humanos e liberdades individuais, no período da Ditadura Militar no Brasil.  A instalação do organismo aconteceu durante solenidade marcada pela emoção, realizada na manhã desta quarta-feira (04/12), no Salão Nobre da Reitoria da UFBA, no Canela.

 Em meio ao clima efervescente, proporcionado por uma intervenção feita por estudantes que encenaram um momento da repressão militar dentro da Universidade, a Reitora deu posse e plenos poderes investigativos aos seguintes membros da comissão – os professores Othon Jambeiro Barbosa, Iracy Silva Picanço, João Augusto de Lima Rocha, Emiliano José da Silva Filho, Olival Freire Júnior e Ilka Bichara; os estudantes Leandro Coutinho Silva e Jéssica Santos de Jesus mais o servidor técnico-administrativo, Umberto Carvalho Bastos.  Seguindo as recomendações da Resolução nº 10/2013 do Conselho Universitário, a Comissão da Verdade Milton Santos ampara-se nas disposições constitucionais de justiça de transição para o resgate da memória de fatos ocorridos no período compreendido entre 31 de março de 1964 a 05 de outubro de 1988.

Sob a presidência do professor Othon Jambeiro Barbosa, a Comissão identificará a existência de possíveis conexões entre os órgãos de segurança/informação da estrutura de poder do Estado Brasileiro e a UFBA e, ao final dos trabalhos, apresentará um relatório sobre os achados à comunidade acadêmica e à sociedade.  As conclusões obtidas poderão subsidiar os trabalhos realizados pela Comissão Nacional da Verdade, pela Comissão Estadual da Verdade do Estado da Bahia, pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça e pela Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos.

Revelação de abusos 

 De acordo com a Reitora Dora Leal Rosa, “a Comissão possibilitará que a UFBA conheça e resgate a sua história, durante os anos de repressão e terror, além de revelar abusos que foram impostos a estudantes que se tornaram foragidos, foram impedidos de se matricular; professores que foram expulsos e servidores que foram exonerados e advertidos”. Para o vice-reitor, Luiz Rogério Bastos Leal, “será fundamental ouvir a história contada por quem a viveu” e o presidente da comissão, professor Othon Jambeiro Barbosa, destacou que “apesar de ser doloroso é fundamental revisitar os fatos ocorridos e não se trata de julgar ou acusar, mas trazer à tona, esclarecer e reconhecer abusos dos passos, contribuindo para a reparação de direitos e o estabelecimento da justiça”.

Na ocasião, a mesa diretora foi composta pela Reitora Dora Leal Rosa;  pelo vice-reitor; Luiz Rogério Bastos Leal; o presidente da comissão, professor Othon Jambeiro Barbosa; a estudante Jéssica Santos de Jesus, o professor, integrante da comissão estadual da verdade, Joviniano Neto e o coordenador da ASSUFBA, Renato Jorge.

Ascom UFBA

How Long Has Makeup Been Around
free games online knotting it on the inside of the cups

Dramatic History of Ed Hardy
games online It gaves us games like Space Invaders

Great Christmas Golf Gifts For Children
cheap flights Chains and Jewelry This was the era of the fraternity pins

The Trial of Audrey Parker Review
forever 21 3D Inc Fashion Fixations 2 winners

Looking Forward to Fashion Trends
free online games Scope it out

Pop Festival to screaming fans Photos
jeux how to be a apparel middleman

Hotels in Polaris Near Columbus
games Coach said the North American premium women’s

9 Reasons To Do Joint Venture Deals On eBay
cool math the steps to making a ruffled jacket

Compartilhar