Comissão se reúne para discutir orçamento das universidades para 2018

No próximo dia 6 de fevereiro, a Comissão de Orçamento e Finanças da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) irá realizar a primeira reunião de 2018. Criada em 1995, a comissão tem o compromisso de, entre outras responsabilidades, acompanhar a política orçamentária e financeira para auxiliar no pleno funcionamento das universidades.

De acordo com o presidente, reitor Reinaldo Centoducatte (UFES), o papel da Comissão de Orçamento diante das universidades federais é “entender e explicar os detalhes orçamentários para os gestores, contribuindo no acompanhamento da execução do orçamento, e para o Conselho Pleno da Andifes na definição de estratégias e diálogo com o MEC e demais órgãos governamentais”.

Nesse sentido, a primeira reunião do ano irá discutir o orçamento de 2018, principalmente no que se refere a investimentos pelas universidades. “Como o MEC ficou com 50% do orçamento, e não divulgou o critério de distribuição, analisaremos essa questão e avaliaremos estratégias para fazer uma interlocução definição dos critérios. É importante nos reunirmos no início do ano para anteciparmos e socializarmos as informações rapidamente, para enfrentarmos as dificuldades que teremos em 2018”, explica Centoducatte.

O reitor lembra que a indefinição na liberação de limites, o contingenciamento e o bloqueio no orçamento das universidades foi um grande desafio no último ano. E, segundo ele, infelizmente, a expectativa é que em 2018 não seja diferente. “Além das dificuldades advindas de um orçamento menor, teremos que enfrentar outras na gestão de pessoas, com as novas medidas adotadas pelo governo na contratação para reposição de pessoal, tanto docente, como técnico administrativo. E, ainda, será necessária uma interlocução para buscarmos a liberação de cerca de 25% do orçamento para investimento dentro dos limites impostos pelo Ministério da Educação (MEC).”

Compartilhe: