Consórcio de universidades é discutido na Assembleia

Consórcio de universidades é discutido na Assembleia

O Consórcio das Universidades Federais Mineiras Sul e Sudeste foi debatido em audiência na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Na audiência, foram apresentados as diretrizes e os benefícios da implantação do projeto.

A audiência realizou-se com a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Informática e contou com a presença dos reitores das federais de Alfenas, Paulo Márcio de Faria e Silva; Juiz de Fora, Henrique Duque; Lavras, Antônio Nazareno Guimarães Mendes; Viçosa, Luiz Cláudio Costa e do vice-reitor de Itajubá, Paulo Shigueme. 

Entre os membros da Comissão estavam os deputados estaduais Carlin Moura, Adelmo Carneiro Leão, Dalmo Ribeiro e Rui Moniz. O deputado Carlin Moura, responsável por convidar os reitores para apresentar e discutir o Consórcio de Universidades,apontou os motivos da solicitação da audiência:

“O objetivo é dar maior publicidade a esse importante projeto. Foi uma oportunidade que tivemos de debater e ter também essa transmissão ao vivo pela TV Assembleia, que hoje tem canal aberto em mais de 300 municípios e isso faz com que um número maior de pessoas conheça a proposta e que ela ganhe mais adeptos. Aqui, na comissão, aprovamos um requerimento por unanimidade dos deputados, dando total e integral apoio a proposta porque compreendemos que é um projeto que faz avançar e muito o ensino superior no Brasil e especialmente em Minas Gerais.”

Todos os deputados presentes parabenizaram a iniciativa pioneira dos reitores da sete universidades e manifestaram o contentamento da Assembléia na criação do Consórcio, que deverá ser formalizado após a elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) definitivo.

Até então, as propostas, que constituem a minuta do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Consórcio, foram entregues, no último dia 25 de outubro, ao ministro da Educação, Fernando Haddad, pelos sete reitores que integram o projeto. O documento contém os objetivos e as diretrizes das universidades consorciadas para o quinquênio 2011-2015.

Atualmente, as discussões sobre a adesão ao consórcio e sobre a elaboração do PDI definitivo estão sendo realizadas em todas as universidades participantes. Os Conselhos das Federais de Itajubá, Viçosa e de Lavras já confirmaram a pré-adesão ao Consórcio.
Integram o Consórcio as Instituições Federais de Alfenas (Unifal), Itajubá (Unifei), Juiz de Fora (UFJF), Lavras (Ufla), São João del-Rei (UFSJ), Ouro Preto (Ufop) e Viçosa (UFV). O acordo entre as instituições mineiras tem como objetivo promover a integração e a troca de conhecimentos e tecnologias entre as universidades.

Compartilhar