Deseducação

Deseducação

Diante das restrições orçamentárias do Brasil, ao que tudo indica mais acentuadas no próximo biênio, convém tomar com a devida dose de cautela as promessas de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) para educação e saúde. Seus programas de governo nessa área, afinal, dependem de investimentos que o Estado por certo não terá condições de fazer.

No caso da presidente Dilma nem caberia, a rigor, falar em “programa de governo”, já que o documento entregue à Justiça Eleitoral dedica-se sobretudo ao elogio de feitos passados, com pouca distinção entre o real e o imaginário.

Quando se trata de discutir o futuro, aposta na saída fácil de acenar com mais verbas: “75% dos royalties do petróleo e 50% dos excedentes em óleo do pré-sal”. É superficial, porém, em relação ao mais importante: medidas a serem adotadas para melhorar a qualidade do sistema, o verdadeiro calcanhar de aquiles do país.

O senador Aécio é detalhista em seu plano, que em boa medida reflete o consenso de especialistas acerca das soluções para a área. Ainda que sob uma linguagem cuidadosa, aborda pontos polêmicos, entre os quais a vinculação da remuneração do professor aos resultados acadêmicos dos alunos.

Não resiste, contudo, à tentação de prometer um pouco de tudo, da universalização da pré-escola a melhores salários para os docentes, passando por internet sem fio para todos os estudantes. Quem se dispuser a fazer contas logo verá o irrealismo das propostas.

Um único programa sugerido pelo candidato, o Mutirão de Oportunidades (estipula o pagamento de um salário mínimo mensal para que os jovens que ainda não completaram a educação básica voltem à sala de aula), poderia custar aos cofres públicos a fábula de R$ 136 bilhões, mais de cinco vezes a despesa anual com o Bolsa Família.

Pode-se argumentar que faltam recursos à educação, mas eles não sobram em outras áreas nas quais os serviços públicos são igualmente precários. Antes de despejar mais dinheiro num sistema disfuncional, é preciso reformá-lo –e não são poucas as deficiências administrativas e pedagógicas da estrutura de ensino.

Raciocínio em tudo semelhante aplica-se à saúde, inclusive porque Dilma Rousseff basicamente faz loas ao seu Mais Médicos, enquanto Aécio Neves procura alinhar diretrizes com as quais muitos especialistas concordam.

Claro que, dada a escassez de verbas, parece mais fácil vencer a eleição prometendo mundos e fundos do que sendo sincero com a população. O que se espera de um bom gestor público, porém, é sobriedade e realismo, características que, ao menos nesta disputa, têm faltado aos dois postulantes.

Folha de S. Paulo

You brought one pair of shoes
watch game of thrones online free so there was definitely a lack of communication going on

How to Tame Gray and Wiry Hair
vintage wedding dresses When you wear baggy clothes

Tips to Dress Like a Hipster
cheap flights how to be aware what not to wear because run

5 Terrible Things You Can’t Stop Your Children From Doing
forever21 The stores include Waterford Park South Shopping Center in Clarksville

Arroyo Trabuco Golf Club Hotels
onlinegames just how do i everything needed set on 6

How to Subtract Mixed Numbers With Regrouping
miniclip but they are definitely not casual

Better Than The Old Boss
kleider If you want a Gunn approved shopping list

Shop in Style During London Fashion Week
ballkleider For this viewing

Compartilhar