Editora da UFGD lança sete novos títulos

Editora da UFGD lança sete novos títulos

A Editora da UFGD encerra mais um ano de trabalho e dedicação com a publicação de novos títulos. São sete livros pertencentes a diferentes áreas do conhecimento, dentre os quais dois são compostos em grande parte por imagens – de mulheres kaiowá e guarani e das aves que passeiam pelo campus da UFGD – e um produzido em CD-Rom.

Os livros são resultados de pesquisas de docentes, discentes e técnicos que compõem o quadro da UFGD e de autores externos. Todas as obras estão disponíveis em formato digital e podem ser baixadas gratuitamente.

Confira:

AVES NO CAMPUS (Rafael Henrique de Goes) –  Este livro nasceu do projeto intitulado Aves no Campus, cujo objetivo é identificar a avifauna existente nos campi da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e estimular a prática da observação de aves entre os estudantes e a população em geral de forma prática e sustentável, consolidando, assim, conceitos de educação ambiental. A obra traz registros fotográficos obtidos no primeiro ano de andamento do projeto (2017) e informações sobre 37 famílias e 109 aves, além de apresentar registros de alguns locais conhecidos da UFGD. Ao proporcionar momentos de lazer e cultura relacionados à avifauna existente no estado de Mato Grosso do Sul, as atividades de observação e identificação de aves contribuem para o entendimento de conceitos de conservação e preservação do meio ambiente. Novos registros são constantemente publicados nas mídias sociais do projeto.

CUBA: AS ENCRUZILHADAS DE UMA REVOLUÇÃO (Marcos Antônio da Silva)
Poucos países passaram, em tão pouco tempo, por mudanças tão intensas e profundas como Cuba, na segunda metade do século passado. Em menos de cinco décadas, o país vivenciou uma transformação que inseriu a ilha num processo de transição socialista, alinhado ao modelo soviético, atingindo todas as esferas da vida social e as relações políticas, econômicas, sociais e culturais. Atualmente, a ilha caribenha passa por inúmeras transformações, que atingem todas as dimensões da vida social. No plano interno, vivencia uma transição política, econômica e social. No plano internacional busca (re) construir parcerias, normalizar suas relações com a superpotência imperial e se reinserir, de forma altiva e ativa, no novo contexto internacional. A compreensão disto, da realidade atual cubana, e a interação entre estes planos é o objetivo fundamental desta obra.

FORMAÇÃO DOCENTE PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL: experiências em curso (Magda Sarat; Marta Coelho Castro Troquez; Thaise da Silva – Orgs.) – A coletânea foi organizada e produzida por um grupo de professoras e professores cotidianamente envolvidos com a criança e a sua educação, seja na pesquisa, no ensino e na extensão. O envolvimento junto aos docentes que trabalham com a educação das crianças e da infância resultou em um curso de Especialização em Docência na Educação Infantil promovido pela Faculdade de Educação, da Universidade Federal da Grande Dourados em parceria com a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação (MEC), as Instituições Federais de Ensino Superior (IES) e as secretarias municipais de Educação. Após bem-sucedida experiência, esta obra se apresenta à comunidade na perspectiva de contribuir com o educação das crianças pequenas no Brasil.

MUHERES KAIOWÁ E GUARANI: expressões (Ana Maria Colling; Losandro Antonio Tedeschi – Orgs.) – Este trabalho traduz a vontade de dois professores engajados em trabalhos acadêmicos que privilegiam as questões de gênero e o protagonismo feminino. Mostram-se, através de imagens, índias Kaiowá e Guarani em sua beleza cotidiana e em seu espaço cultural. As fotografias que registram o momento do trabalho, o lúdico, a formação, a reza, o cuidar dos filhos, a busca pela sobrevivência e os ritos de passagem propiciam o conhecimento de diversas formas de manifestação das mulheres indígenas. Ao captarmos momentos do cotidiano de diferentes gerações de mulheres Kaiowás e Guaranis, buscamos, através da fotografia, um meio que expressa e legitima as suas práticas sociais enquanto grupo social. As diversas cenas das mulheres indígenas compreendem um rico panorama da vida feminina, bem como afirmam a posição central que ocupam em suas comunidades, elas, sujeitos da vida social, como sempre foram.

MUNDO EM TRANSIÇÃO: NOVOS VÉRTICES DE PODER, INSTITUIÇÕES E COOPERAÇÃO (Karina Mariano; Roberto Goulart Menezes e Hermes Moreira Júnior – Orgs.) – Além de referir o entendimento político regional, o ganho mais precioso do processo de integração, a obra coletiva avalia a experiência da integração com o fim de expor outras conquistas, ainda a meio caminho, é bem verdade: a integração da infraestrutura regional, a integração das economias e das empresas regionais, o fortalecimento das relações regionais com o Sul global e com organizações internacionais globais ou regionais. Ademais, é mérito da obra descrever experiências pontuais entre países da região, como também aprofundar suas relações com novos parceiros de fora, além dos parceiros históricos, Estados Unidos, Europa e Japão. Em suma, o leitor tem diante de si a oportunidade de agregar conhecimento novo e consistente sobre a inserção internacional dos países da América do Sul, em âmbito regional e global.

SABERES, SOCIABILIDADES, FORMAS ORGANIZACIONAIS E TERRITORIALIDADES ENTRE OS KAIOWÁ E OS GUARANI EM MATO GROSSO DO SUL (Levi Marques Pereira; Célia Foster Silvestre e Diógenes Egídio Cariaga – Orgs.) – Os textos reunidos nesta coletânea apresentam pesquisas realizadas por autores indígenas e não indígenas, partindo de diferentes áreas do conhecimento que têm sido debatidas e refletidas no âmbito do Grupo de Pesquisa Etnologia e História Indígena, sediado na UFGD. São sínteses etnográficas, seja de reflexões acadêmicas ou de trajetórias de pesquisas, que também são interlocuções com questionamentos (nos textos colaborativos) entre os regimes de conhecimentos indígenas diante dos efeitos da escolarização e pesquisas sobre seus modos de ser, modos de conhecer e habitar no mundo. Esta obra é resultado de pesquisas etnográficas extensas que procuram promover interlocuções entre as perspectivas Kaiowá e Guarani em Mato Grosso do Sul, a partir de reflexões antropológicas.

TEMAS EMERGENTES DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA BRASILEIRA (Aldrin Cleyde da Cunha; Edvonete Souza de Alencar – Orgs) – Esta obra reúne investigações que trazem como propostas reflexões sobre os temas emergentes da Educação Matemática brasileira. Os artigos foram organizados em quatro grandes temas de discussões: 1) Aspectos sobre o ensino e aprendizagem de Matemática, 2) Formação de professores para o ensino de Matemática; 3) Aspectos sobre a Etnomatemática e sua inclusão e 4) Aspectos históricos relevantes sobre o ensino e aprendizagem da Matemática. Identificamos que o principal foco das investigações foi permitir a reflexão sobre o ensino e aprendizagem dos conteúdos matemáticos na Educação Básica. Houve também uma abordagem sobre a diversidade de atividades e a Etnomatemática. Notou-se ainda a evidência de vestígios históricos de pesquisas realizadas na região. Assim, consideramos que esta obra pode colaborar com outras pesquisas da área de Educação Matemática. 2018. Livro disponível apenas para download.

Para visitar o catálogo da Editora acesse: https://portal.ufgd.edu.br/setor/editora/catalogo

Compartilhar