Professor da Unifesspa lança livro em universidade francesa

O professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Fabio Mario da Silva, destacado pesquisador no campo das Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias, foi convidado para ministrar palestra na Université Soubonne Nouvelle, em Paris, França. Com o tema “As mulheres e o épico”, a conferência do professor acontece no próximo dia 29 de novembro, a partir das 11h, na universidade francesa.
Na ocasião, o professor da Unifesspa também lança uma de suas recentes obras “Memorial dos Milagres de Cristo e Triunfo do Divino Amor (segunda parte) de Soror Maria de Mesquista Pimentel, uma reedição do texto do século XVII com organização, notas e estudos introdutórios. O livro publicado pela editora Todas as Musas foi prefaciado pelo professor catedrático na Faculdade de Letras de Coimbra e membro integrado do Centro de Literatura Portuguesa, José Augusto Cardoso Bernardes.

Trata-se da segunda parte da trilogia épica de Soror Maria de Mesquita Pimentel, a primeira epopeia escrita por uma mulher em língua portuguesa. “A iniciativa de trazer à luz do dia algo que permaneceu longe dos olhares do público durante mais de três séculos constitui um ato muito louvável. O Estudo Introdutório cumpre a sua função principal que é de informar o leitor, estimulando-o para um contato continuado ou integral com o texto. Mas também pode ser antológico, uma vez que o professor tem o cuidado de chamar a atenção para as partes e para as linhas de interpretação que podem tocar mais o leitor de nossos dias”, destaca José Augusto Cardoso Bernardes, ao prefaciar da obra.

A primeira parte do texto “Memorial da Infância de Cristo e Triunfo do Divino Amor” foi reeditada pelo professor em 2016, também com grande repercussão acadêmica. Para o professor Fábio Silva, as obras contribuem para o entendimento dos estudos da epopeia e de gênero na literatura portuguesa. Para reeditar a obra, o professor fez levantamentos nos manuscritos da “Coleção de Pergaminhos” da Biblioteca Pública de Évora, em Portugal, que contêm documentos referentes ao mosteiro onde viveu a escritora.

 

Compartilhe: