Em 4 anos, 15% das piores escolas no Ideb não se recuperaram

Em 4 anos, 15% das piores escolas no Ideb não se recuperaram

Quase 400 escolas públicas que apareceram entre as piores do país em 2007 não conseguiram melhorar quatro anos depois. A maioria (283) até piorou no período.

A Folha analisou a situação atual das escolas que estavam entre os 10% piores no 9º ano do ensino fundamental (antiga 8ª série) naquele ano. São 2.620 colégios.
Destes, 379 (15%) não conseguiram melhorar seu desempenho em 2011.

Os dados foram tabulados com base no Ideb, índice do Ministério da Educação. Ele avalia a qualidade das escolas básicas com base em provas de português e de matemática e na proporção de alunos aprovados.

Entre esses colégios com os piores desempenhos, 11% tiveram nota ainda menor quatro anos depois. Outros 4% só mantiveram o patamar. A maioria é da rede estadual.
Bahia e Alagoas são os Estados que mais possuem escolas que não melhoraram.

PROGRAMAS ESPECÍFICOS

“A situação deveria ser objeto de intensa preocupação”, afirmou o pesquisador Romualdo Portela, da Faculdade de Educação da USP, para quem deveriam ser feitas ações específicas para colégios que não conseguem melhorar.

O Ministério da Educação tem dois programas para escolas com dificuldades. Um prevê ajuda técnica e financeira. Outro oferece recursos para que a jornada seja estendida e se torne até integral.

Um estudo do MEC aponta que os colégios que estavam entre os piores, mas que passaram a ter jornada integral, chegaram às médias nacionais em português e matemática.

Segundo o secretário da Educação Básica do MEC, Cesar Callegari, a ampliação desse programa é uma das apostas para melhorar as escolas com mais dificuldades.

O número de colégios atendidos subiu de 15 mil no ano passado para 32 mil. No país há cerca de 125 mil escolas públicas de ensino fundamental.

“Se nenhum programa de ajuda do Estado está funcionando, essas escolas deveriam ser fechadas”, afirmou o pesquisador Naercio Aquino Menezes Filho, coordenador do Centro de Políticas Públicas do Insper e professor da USP.

Alunos e professores, diz, deveriam ser transferidos.

O Consed (conselho que reúne secretários estaduais) afirma que as redes possuem dificuldades em lidar com os anos finais do fundamental, porque a prioridade era melhorar os anos iniciais.

Diz, porém, que vai manter esforços para “não descuidar de nenhuma escola”.

Por outro lado, 7% dos colégios que estavam entre os piores avançaram e conseguiram até alcançar a média nacional. Minas Gerais, Ceará e Pernambuco se destacaram.

Segundo o governo de Minas, uma das causas foi a adoção de avaliação que identifica cada aluno com dificuldade.

 

Fashion Trends Hot in Spring and Summer 2007
free games online possibly to try out for the school football team

Tungsten Rings Keep Their Shine Forever
online games A cheap zipper is easy to pass off

Bay Area fashion man of the hour
cheap bridesmaid dresses the fashion world had to take notice

Residential A blowing wind Generators With Higher Expenditure
cheap flights Interior Design Paint Ideas

Summary my experience to indentify fake Nike SB shoes
games oat diet night clubs

How to Reduce Frown Lines
kleider purchase a domain name for your clothing line website

The 5 Most Ironic Scenes of Utter Destruction
ballkleider and e commerce business

Fashion on a Budget for Everyone
cool math No personal pictures or information

Compartilhar