Em debate, a avaliação das instituições

Em debate, a avaliação das instituições

A Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) esteve reunida nesta terça-feira, 14, para debater, entre outros assuntos, a implementação do novo instrumento de avaliação externa das instituições de educação superior. À frente da reunião esteve a nova presidenta da Conaes, Nadja Viana, que assumiu o cargo em setembro.

De acordo com a presidenta, o processo de avaliação externa das instituições – feita por uma comissão de especialistas que analisa quesitos como infra-estrutura, gestão e corpo docente – deve começar ainda este ano. A proposta é iniciar com as universidades, tanto públicas quanto privadas. No próximo dia 21, os avaliadores serão capacitados, com base no novo instrumento. A avaliação externa é o passo seguinte à auto-avaliação das instituições.

Com isso, a implementação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) entra na fase final. Segundo Nadja, os processos de avaliação dos cursos e instituições deverão acompanhar as políticas de expansão da educação superior propostas pelo MEC. “A avaliação é uma necessidade inerente aos processos regulatórios e assegura a qualidade do ensino”, afirma.

Nadja Viana assumiu a presidência da Conaes para o período 2008/2009. Professora adjunta aposentada da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Nadja é assessora pedagógica das Faculdades do Nordeste (Fanor). Ela dará continuidade aos trabalhos de aperfeiçoamento dos processos e instrumentos de avaliação da educação superior. Outro desafio da comissão, segunda ela, é implementar as propostas de acreditação dos cursos superiores nas áreas de veterinária e arquitetura no âmbito do Mercosul.

Novos membros também integram a comissão desde o mês passado. José Rubens Rebellato tomou posse como representante da Secretaria de Educação Superior (Sesu) na Conaes e a estudante Claudia Maya, como representante do corpo discente.

 

 

Compartilhar