Em menos de três anos UFPI dobra o número de doutorados

Em menos de três anos UFPI dobra o número de doutorados

Com uma política institucional que possibilita a expansão dos Programas de Pós-Graduação, em menos de três anos, a Universidade Federal do Piauí (UFPI) dobrou o número de doutorados. Com a aprovação do Doutorado em Ciência dos Materiais pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, a Instituição passa a ofertar 10 cursos de doutorado.

Com dispositivos que asseguram uma sólida formação especializada e mecanismos que facilitam uma constante adaptação às mudanças exigidas pelo avanço do conhecimento, os Programas de Pós-Graduação da UFPI têm alcançando, sucessivamente, patamares elevados na avaliação da CAPES. Atualmente a Universidade conta com 47 programas de pós-graduação, sendo 32 mestrados institucionais, 5 mestrados profissionais e 10 doutorados.

O Reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, parabenizou a todos os envolvidos neste processo de expansão e consolidação dos Programas de Pós-Graduação da UFPI. “Os cursos de doutorado são mais uma forma de permitir que nossa comunidade possa se qualificar sem sair do Piauí, além de possibilitar a disponibilização de pessoal com formação de alto nível para servir não apenas a UFPI, mas a toda sociedade piauiense”, afirmou o Reitor.

Somente no final de 2014 e início de 2015 já foram aprovados cinco programas: Mestrados em Saúde da Mulher; e em Saúde e Comunidade; Doutorados em Alimentos e Nutrição; em Química; e em Ciência dos Materiais.

Segundo o Pró-Reitor de Ensino de Pós-Graduação, Prof. Dr. Helder Nunes da Cunha, as propostas feitas pelos cursos de mestrados em vigência, levam a um grau maior que é o doutorado. “É muito satisfatório informar à comunidade as novas aprovações de Programas de Pós-Graduação da UFPI. Nesses últimos dois meses de 2015, recebemos a notícia da aprovação do Doutorado em Alimentos e Nutrição, Química, e na última semana o Doutorado em Ciências dos Materiais. E isso é consequência do trabalho que desempenhamos nos programas já existentes. Reflete, portanto, o avanço que a pesquisa tem alcançado dentro da nossa Instituição”, destacou.

Dos 10 cursos de doutorado ofertados pela UFPI, dois são promovidos em rede nacional, como é o caso da Rede do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA) e o Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (RENORBIO). Além disso, todos os editais dos cursos são abertos à comunidade, não só de Teresina, mas também do Piauí e do Brasil de modo geral.

Os Programas de Pós-Graduação são indicadores seguros do crescimento da Instituição. Evidenciam o investimento na pesquisa e na formação de pessoal, requisitos indispensáveis para a consolidação de qualquer uma das áreas de conhecimento, permitindo, ainda, a expansão de grupos de pesquisa com alto valor acadêmico agregado.

Ascom UFPI

Compartilhar