Enem: uma prova só

Enem: uma prova só

MEC adia realização de duas edições por ano

A decisão do MEC de manter apenas uma edição do Enem em 2011, anunciada na última semana pelo ministro Fernando Haddad, não chegou a surpreender, mas decepcionou professores, que torciam pela concretização da promessa de ao menos duas avaliações por ano.

– Pensei que o governo ia fazer duas provas como a Uerj. O modelo de exame de qualificação da Uerj é bom, pois dá uma segunda oportunidade àqueles estudantes que não foram bem na primeira- compara André Freitas, professor de geografia do pH. – Mas, no vestibular de hoje,não dá para se surpreender mais com nada, e já estávamos preparando nossos alunos para uma edição única.

No Colégio Anglo-Americano a sensação foi parecida. Jorge Coppolo, coordenador do ensino médio e professor de história, diz que,mesmo com o anúncio oficial de Haddad, ainda há incerteza.

– Como nos dois últimos anos, há várias informações desencontradas, e a gente sabe que o programado sempre pode mudar de uma hora para outra. Mas em nenhum momento trabalhamos com a possibilidade de ter duas edições – diz. – A grande dúvida que permanece é a falta de transparência em relação ao TRI (Teoria de Resposta ao Item).

Cosme da Cunha, professor de português e coordenador do pré-vestibular do Colégio Alfa Cem, explica que a escola se antecipou e alterou o seu planejamento desde o início do ano letivo para se resguardar contra surpresas do Enem.

– Desde o início das aulas, estamos focados no Enem. O conteúdo programático foi readequado para ser quase todo trabalhado no 1o- e no 2o- ano, deixando o 3o- mais dedicado à revisão. Dessa forma, já estávamos preparados para uma ou duas provas. Mas é lógico que aprova única é injusta com o aluno bem preparado,que pode ter uma intempérie no dia – ressalva Cosme.

Apesar de reconhecer a injustiça de um exame único, Gustavo Bentoche, professor de filosofia e sociologia do Palas, também vê um aspecto positivo:

– Se,por um lado, pode atrapalhar os alunos que estejam mal dispostos no dia de Enem, por outro lado, eles não passarão por um processo tão cansativo e esgotante duas vezes no ano.

Compartilhar