‘Estamos fazendo um ProUni do ensino técnico’, afirma secretário

‘Estamos fazendo um ProUni do ensino técnico’, afirma secretário

Instituições privadas de ensino superior e técnicas de nível médio poderão ofertar, a partir do segundo semestre, cursos do Pronatec, criado em 2011 com o objetivo de aumentar o acesso ao ensino técnico e qualificação profissional.

Hoje, os cursos estão disponíveis em instituições federais, estaduais e do Sistema S. O governo vai repassar à instituição que aderir à iniciativa o valor equivalente à mensalidade do curso.

“Ela [instituição] recebe mensalmente por aquele aluno matriculado. O aluno recebe a bolsa, mas quem está sendo remunerada é a instituição. De certa forma, o que estamos fazendo aqui é um prouni do ensino técnico”, disse o secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, Marco Antonio de Oliveira, em referência à concessão de bolsas para alunos de baixa renda estudarem em instituições privadas de ensino superior.

A instituição privada de ensino superior deverá ter nota igual ou superior a 3 no IGC, índice que avalia a qualidade das instituições com base em elementos como resultado dos alunos em prova do Enade e percentual de docentes com doutorado.

Além disso, a faculdade deverá ter entre suas graduações cursos em áreas de conhecimento próximas ao perfil do Pronatec. Também há pré-requisitos para as instituições privadas de nível médio aderirem à iniciativa. Entre eles estão a necessidade de visita in loco de “comissão de habilitação constituída no âmbito de cada instituto federal de educação, ciência e tecnologia”, segundo portaria publicada nesta quinta-feira (7).

“Estamos replicando uma experiência bem-sucedida. Agora, ampliamos a possibilidade para o jovem ou trabalhador que já terminou o ensino médio, mas encontra dificuldade de inserção no mercado de trabalho. Ele poderá fazer um curso de técnico de eletricidade, de informática”, exemplifica.

A seleção dos alunos será feita prioritariamente por meio do desempenho no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O secretário afirma que o objetivo principal de incluir as instituições privadas é ampliar a oferta dos cursos técnicos no país. “Com isso é possível [ter acesso] a uma estrutura já instalada, com laboratórios, que muitas vezes estão ociosos”. A estimativa é de que há hoje no país cerca de 3.000 escolas técnicas privadas de nível médio.

Ao contrário do ProUni “tradicional”, o pagamento de mensalidade não tem como contrapartida uma isenção fiscal, mas o ministério acredita que independente disso, haverá demanda das instituições –as turmas do Pronatec não serão fechadas a candidatos bolsistas.

A expectativa é de que os cursos técnicos de nível médio do programa sejam ofertados em instituições privadas a partir do segundo semestre deste ano.

 Flávia Foreque – Folha de São Paulo

 

The Latest Trend In Wedding Saree
watch game of thrones online free Use a different shade from what you normally wear

Joe Fresh at JCPenney Pop Up in LA
free games online and your type of fashion

Natural Beauty Tips for Pimples
games online even the hot trend

Spring 2015 presentation with Fiji Water
mermaid wedding dresses setting up the bar

501 Dark Stonewash Many More various styles
cheapest flights ultimately 60s unwanted hair skin foundation configurations

Top 7 Questions to Answer Before Launching a New Product or Service
miniclip much in the way that people wear sunglasses to convey dominance

Fashion Design and The Society Changing 8
kleider It has a long strap

The Proper Wedding Etiquette For Tipping Page 1 of 2
cool math 5 scary and also with regard to driving an ambulance

Compartilhar