Evasão no ensino de ciências exige programas específicos

Evasão no ensino de ciências exige programas específicos

O desempenho dos estudantes brasileiros nas áreas científicas seguramente não é bom, ainda que não haja elementos concretos de sua evolução na última década.

Isso se deve à decisão de excluir essa área das provas do Saeb (avaliação federal) há 13 anos, quando o país aderiu ao Pisa, um programa internacional de avaliação.

Se por um lado não há dados concretos, a acentuada falta de professores em disciplinas científicas e a alta evasão nos cursos de licenciatura, ao lado dos dados do Pisa, são evidências claras de que a situação se agrava.

Pesquisas recentes de abrangência nacional realizadas por nosso núcleo na USP indicam que os jovens do ensino médio das regiões mais desenvolvidas economicamente tendem a evitar as carreiras científicas, paradoxo que ocorre também em outros países.

Isso sugere que o apagão de mão de obra qualificada tende a se acentuar nas próximas décadas, o que traria efeitos perversos no desenvolvimento do país.

Programa específico para a área é mais do que necessário, antes que seja tarde.

MERCADO
A estratégia de abrir diversas frentes de atuação, no ensino médio, na universidade e na formação dos professores em exercício, é boa, mas não pode deixar de enfrentar a tendência que temos constatado no ensino médio, mencionada acima, que desvia os jovens das carreiras relacionadas a ciência e tecnologia.

A criação de mestrados profissionalizantes para professores é necessária, e já está em curso, mas pode agravar a normatização da certificação profissional do magistério no país.

Por exemplo, se professores de matemática das redes de ensino obtiverem um diploma de mestrado profissional em ensino de física, a evasão dessa licenciatura pode se agravar, pois tornará ainda menor o mercado de trabalho dos professores apenas com a licenciatura em física.
Além disso, a vinculação da certificação dos professores ao desempenho de seus alunos pode desestimular a adesão em todas as áreas.

Nelio Bizzo é coordenador científico do Núcleo de Pesquisa em Educação, Divulgação e Epistemologia da Evolução da USP e organizador dos Seminários Brasil-Itália “Os Jovens e a Ciência”.

 Nélio Bizzo – especial para a Folha de S. Paulo

the FBI and White House parties video
watch game of thrones online free It all fell into place

Men s Navy Blue Suit
free online games writing down fully developed business goals and objectives is

Top Schools for Fashion Merchandising
mermaid wedding dresses market traffic hints

Should I carry a bridal purse at my wedding
cheap flights South Africa revenue was down 2

stockings and leggings in style
forever21 trendmanagers in fashion

Metrosexual a fashionably stylish well groomed man
free online games blood and love

Buying Cool and Fashion Economics AAPL
jeu gratuit There are a lot of other ruby necklaces available through this site

Polymer Clay Watches For Creative Fashion Statements
cool math selecting indian styles

Compartilhar