Exposição em Paris aponta Campina Grande como centro de inovação tecnológica mundial

Exposição em Paris aponta Campina Grande como centro de inovação tecnológica mundial

Uma exposição em cartaz no maior museu de ciência da Europa, o Cité des Sciences et de l'Industrie (Cidade das Ciências e da Indústria) aponta Campina Grande como uma das duas únicas cidades da América Latina com destaque na inovação tecnológica mundial. A outra é São Paulo.

O Cité des Sciences et de l'Industrie fica no coração do Cultural Center of Science, Technology and Industry (CCSTI), em Paris, e recebe cerca de 5 milhões de visitantes a cada ano.

Intitulada Geografia de Inovação Tecnológica no Mundo, a exposição mostra, em um enorme mapa, as 59 cidades que desempenham papel decisivo no fomento da pesquisa científica e tecnológica do planeta.

Em 2001, Campina Grande já havia sido eleita pela revista americana Newsweek como uma das nove “Tech Cities” do mundo, devido à sua importância nas áreas da informática e da eletrônica, especialmente no desenvolvimento de softwares.

Todo esse sucesso é resultado da formação de uma sólida base acadêmica, iniciada ainda nos anos 60, quando a atual Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), então Escola Politécnica, adquiriu um dos cinco primeiros computadores em universidades do país (primeiro do Norte-Nordeste), dando origem aos atuais cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de engenharia elétrica e computação.

Nas últimas duas décadas, pesquisas realizadas nos laboratórios da UFCG têm sido cada vez mais reconhecidas e se destacado no cenário internacional, a exemplo do desenvolvimento de sistemas, microprocessadores e estudos na área de robótica.

Essa formação de recursos humanos qualificados e a implementação de ações voltadas para o desenvolvimento de novos empreendimentos, através do processo de incubação de empresas de base tecnológica, consolida a cidade como um dos mais importantes pólos de tecnologia do mundo.

Compartilhar