Federal do RN foca no petróleo

Federal do RN foca no petróleo

Cursos de graduação de geofísica e química do petróleo foram abertos recentemente pela UFRN

Destaque na economia do Rio Grande do Norte, o petróleo também vem ganhando importância dentro da UFRN, a universidade federal do Estado.

Nos últimos anos, a instituição criou os cursos de graduação de geofísica e química do petróleo, além de mestrado e doutorado em engenharia do petróleo.

Para realizar estudos nessa área, uma de suas principais linhas de pesquisa, a federal do Rio Grande do Norte mantém parcerias com a Petrobras e a ANP (Agência Nacional do Petróleo).

“[O petróleo] É muito importante para nosso Estado, não podemos deixá-lo de lado”, diz o reitor da instituição, José Ivonildo do Rêgo.

Outra área com grande destaque é a de física. Em outubro do ano passado, a universidade se tornou sede do IIF (Instituto Internacional de Física), que passou a receber pesquisadores que antes atuavam no Centro Internacional de Física da UnB (Universidade de Brasília).

Com nota 4 no IGC (índice de 1 a 5 do Ministério da Educação que mede a qualidade das universidades), a UFRN também tem outras boas opções de curso. Odontologia, biomedicina, direito e pedagogia estão entre os destaques, diz o reitor.

VESTIBULAR
A partir do vestibular do final deste ano, seis cursos da UFRN vão preencher suas vagas por meio do Sisu (sistema que utiliza a nota do Enem).

Para os outros 70 cursos, no entanto, a universidade vai manter um exame próprio, mas agora com os conteúdos divididos em grandes áreas, seguindo o modelo adotado pelo Enem.

Compartilhar