FURG- Startups e empresas incubadas desenvolvem ações para combater impactos da pandemia

FURG- Startups e empresas incubadas desenvolvem ações para combater impactos da pandemia

Três empreendimentos com soluções tecnológicas para auxiliar comerciantes durante isolamento

Em função da pandemia provocada pelo coronavírus, medidas de isolamento social foram tomadas em todo mundo com base em diretrizes divulgadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Um dos grupos mais afetados – economicamente – nesse período, são os pequenos e médios empreendedores. Para auxiliar esse nicho da sociedade, três startups vinculadas à Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (Innovatio) e ao Parque Científico e Tecnológico (Oceantec) da FURG promovem soluções digitais voltadas para este fim.

Symplus – catálogo digital e site para vendas

Com a proposta de ser uma maneira simples de apresentar produtos e serviços em formato digital, a Symplus opera com o diferencial de atender pessoas e negócios que não possuem recursos técnicos ou financeiros para manter um portal na web ou uma loja virtual. Criada em 2019, a empresa incubada pela Innovatio conta com quatro pessoas em sua equipe.

Em função da pandemia, a Symplus está oferecendo a utilização de sua plataforma gratuitamente até o fim de agosto, por meio do cadastro no site da prefeitura do Rio Grande, com a qual mantém parceria. De acordo com o CEO, Juan Rodrigo Oliveira, a empresa iniciou o desenvolvimento de sua plataforma no início de janeiro deste ano, com uma previsão de lançamento para junho de 2020. No entanto, este lançamento foi antecipado devido aos impactos causados pelo coronavírus. “Ver como nossa ferramenta poderia ser útil para ajudar os pequenos negócios nos fez conseguir disponibilizar a primeira versão antes do fim de março em troca de algumas madrugadas acordados”, aponta o desenvolvedor.

Em seu produto, a Symplus oferece uma plataforma digital em formato de catálogo, no qual o empreendedor pode inserir imagens e informações a respeito de seus produtos e serviços. Este catálogo apresenta benefícios agregados, como a possibilidade de contato via WhatsApp, o link personalizado que pode ser usado como site do negócio nas redes sociais e, ainda, o cadastro em uma base de negócios locais.

De acordo com Juan, a plataforma está tendo uma recepção positiva e uma boa procura pelos empreendedores locais. “Temos cerca de 30 clientes já cadastrados ou em processo. Muitos deles estão comemorando vendas pela plataforma, como é o caso das artesãs do grupo Arte na Praça”, pontua o empreendedor.

Para o CEO, os negócios mais afetados neste período são aqueles não tem costume ou familiaridade com o uso de tecnologias. “A nossa motivação de dar um gás na construção [da plataforma] é justamente por saber que nosso trabalho pode servir de um meio para estas pessoas manterem seus negócios”, conclui Juan.

Anota Aí – atendimento automatizado para redes sociais de restaurantes

Sediada no Parque Tecnológico da FURG, o Oceantec, a Anota Aí surgiu em 2017, por parte de cinco estudantes da universidade ao tentar frustrantemente realizar pedidos por meio de redes sociais das lancherias da cidade do Rio Grande. “Não tínhamos crédito no celular para fazer ligação. Mandávamos mensagem via Facebook das empresas para fazer os pedidos. Com isso, identificamos que poucas respondiam em tempo hábil, ou sequer respondiam”, relembra Jonas Casarin, um dos responsáveis pela empresa.

Jonas explica que a ideia inicial consistia em automatizar as redes sociais de restaurantes que operavam com a modalidade de delivery, para que estes empresários tivessem mais eficiência. Com isso, os cinco estudantes criaram um robô digital, responsável por realizar o atendimento automático de pedidos que chegavam via caixa de mensagens do Facebook. A primeira versão da plataforma foi lançada em 2018.

Atualmente, o Anota Aí conta com 36 pessoas em sua equipe: “acredito que até o fim do mês vamos fechar com 40”, completa Jonas. Além dos cinco sócios, outros 30 colaboradores e prestadores de serviço atuam diretamente com o Anota Aí. Durante o período de isolamento social, a equipe trocou sua sala junto ao Oceantec por suas casas, realizando todas as atividades via Home Office.

“A procura por nossos serviços neste cenário de pandemia está sendo bem alta, estamos com uma grande demanda para atender os clientes, uma vez que estamos presente em 24 estados e mais de 200 cidades do país”, aponta o jovem empresário. De acordo com Jonas, atualmente a Anota Aí atende 800 clientes. Deste número, metade ingressaram na plataforma de março para cá, juntamente com as primeiras medidas de isolamento social.

Para Jonas, o Anota Aí pode ser um grande aliado aos empresários durante o período de pandemia por duas perspectivas: financeira e de biossegurança. Na primeira, os restaurantes que estão passando por dificuldades em captar clientes tem a alternativa de fortalecer seu delivery com a automatização proposta pela plataforma; e a segunda, por sua vez, oferece aos clientes o benefício de realizar o processo de pedido e pagamento completamente online, excluindo até mesmo o contato com máquinas de cartão. “Além de estar seguindo as normas de isolamento social e ajudando a economia local”, conclui.

Vulcan Tecnologia – consultoria online

Inicialmente focada em soluções para a área da saúde, a Vulcan, hoje, oferece o desenvolvimento de diversos serviços, como sistemas, dashboards, serviços de branding e desenvolvimento web. A Startup é composta por cinco pessoas, operando desde agosto de 2019.

Em parceria com a frente iTecCorona, a Vulcan Tecnologia está desenvolvendo uma plataforma online de teleconsultoria, destinada para empresários que necessitam de algumas consultorias para aumentarem a eficácia do seu negócio. Dividido em cinco áreas, o sistema oferece consultores para questões voltadas para os setores de marketing, finanças, contabilidade, gestão de pessoas, aspectos jurídicos e inovação. Em função da pandemia e do isolamento social, o serviço ficará disponível gratuitamente por tempo indeterminado.

Sobre o início das atividades, Eduardo Gonçalves, um dos responsáveis pela Startup, informa que o projeto finalizou a fase de Mínimo Produto Viável (MVP), e agora, se encontra pronto para começar a operar, esperando o feedback dos primeiros usuários. “Pretendemos que a plataforma já esteja disponível para o público ao fim de maio”, aponta o Eduardo.

Em função das medidas de isolamento social, o projeto pode vir a ser uma alternativa para pequenos e médios empresários locais buscarem alternativas para aprimorar a eficácia de seus negócios. “Neste período de coronavírus, a plataforma é uma possibilidade para ter uma consultoria sem precisar sair de casa”, conclui o empreendedor.

Compartilhar