Governadores se unem por reajuste menor do piso de docentes

Governadores se unem por reajuste menor do piso de docentes

Com a previsão de um alto reajuste do piso nacional dos professores da educação básica, os governadores se uniram para sugerir uma nova fórmula de correção dos salários.

Cálculos preliminares do governo federal apontam um aumento de 19% em 2014, mais do que o dobro do que os 7,97% concedidos à categoria no início deste ano. Hoje, nenhum docente pode receber menos do que R$ 1.567.

Documento assinado pelos 27 governadores foi entregue ao Executivo, na semana retrasada, com uma nova sugestão de cálculo.

Segundo a Folha apurou, se aplicado já no ano que vem, o índice seria reduzido a 7,7%.

Há ainda uma proposta defendida pela CNTE, entidade que representa os trabalhadores da educação básica. Nesse caso, ficaria em torno de 10%.

MESA E CONSENSO

A movimentação deu origem a uma mesa de negociação, organizada pelo Ministério da Educação, para tratar do tema: o objetivo é chegar a um consenso sobre uma nova fórmula de reajuste, a ser aprovada pelo Congresso.

Para prefeitos e governadores, o modelo atual é “imprevisível” e “insustentável”.

Isso porque ele segue a variação do gasto por aluno no Fundeb (fundo para a educação básica) –que depende do volume de impostos a ele destinados– e do número de alunos da rede pública do ensino fundamental.

Neste ano, há expectativa do crescimento da arrecadação, enquanto ocorre redução de alunos nessa etapa do ensino. Resultado: previsão de reajuste forte em 2014.

PLANO NACIONAL

A sugestão dos governadores é reajustar o piso com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor, apurado pelo IBGE) do ano anterior acrescido de 50% da variação real (descontada a inflação) do fundo.

A proposta dos trabalhadores estabelece o INPC mais 50% da variação nominal (sem descontar a inflação) do Fundeb. O argumento é de que o piso dos professores –pouco mais do que o dobro do salário mínimo– ainda é muito baixo, o que contribui para o apagão dos profissionais na sala de aula.

Além disso, no atual ritmo de reajuste, não seria possível cumprir meta do PNE (plano que define metas para a educação em uma década), em discussão no Congresso, que prevê equiparação do salário dos docentes com o de profissionais de escolaridade semelhante num prazo de seis anos.

 

 Flávia Foreque – Folha de São Paulo

 

Cool summer camps with a focus on fashion
free games online hand as welllery hotels as destination

Fashion and style with 8 wardrobe basics
online games This article looks at the best lego sets

ETFs Gaining Traction With Active Managers
vintage wedding dresses What Are the Advantages of Fashion Designing

Why Swallow Bird Tattoos Are So Famous
forever 21 His fashion assault would be aimed at men

Where Can One Find High
free online games Due to its free form nature

Fashion updates from fashion networking sites
jeu gratuit THE ADVENTURES OF MARK TWAIN Max Steiner

Improve Brain Fitness With 5 Fun Brain Games
kleider No you skinny and your thighs are fine

A Neccesity With Fashion Sense
ballkleider hilton outstanding fits to sin city line

Compartilhar