UFCA – Graduados em Medicina podem fazer residência médica no exterior

Os estudantes de Medicina graduados pela Universidade Federal do Cariri (UFCA) agora podem fazer residência médica no Canadá e nos Estados Unidos. Isso porque a UFCA passou a fazer parte do Diretório Mundial de Faculdades de Medicina (World Directory of Medical Schools), após solicitação da Secretaria de Cooperação Internacional (SCI) da UFCA junto à Comissão Educacional para Estudantes Estrangeiros Graduados em Medicina (Educational Commission for Foreign Medical Graduates).

Para cursar a residência em um dos dois países, o graduando ou graduado em medicina precisa participar de um processo seletivo. Para isso, os interessados – estudantes e graduados em medicina pela UFCA a partir de 2017 – devem se cadastrar no site da Comissão Educacional para Estudantes Estrangeiros Graduados em Medicina (www.ecfmg.org), que entrará em contato com a UFCA. A universidade será responsável pelo envio da documentação necessária e, em seguida, o estudante poderá realizar o pagamento das taxas e marcar a data para realização das provas.

Para cursar a residência nos Estados Unidos, por exemplo, o candidato participa de três provas, sendo que as duas primeiras são realizadas no Brasil e a terceira, nos Estados Unidos. A primeira prova pode ser feita a partir do 8º semestre e a segunda, após a conclusão do curso. As primeiras provas são realizadas nas cidades do Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. A terceira prova é prática, nos Estados Unidos.

Os custos para inscrição, realização das provas e viagens nesse processo ficam a cargo dos estudantes ou graduados interessados. No caso de aprovação para residência, são oferecidas bolsas pelas instituições estrangeiras onde forem aceitos.

Mesmo médicos graduados ou que já tenham residência médica feita no Brasil também podem participar desses processos seletivos a qualquer momento. Para médicos graduados em 2016 ou antes, pela UFCA, o processo é realizado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), que também faz parte do Diretório Mundial de Faculdades de Medicina.

Segundo o professor David Vernon, secretário da SCI da UFCA, apenas através da realização de residência médica nesses países é que é possível a revalidação do diploma para o exercício livre da medicina nos referidos países.

Planos

Pelo menos dois estudantes de Medicina da UFCA já estão planejando participar dessa oportunidade que agora UFCA pode oferecer aos acadêmicos de Medicina que desejam ter uma experiência no exterior. Airton César Pinheiro, estudantes do 7° semestre, pretende dar início ao processo para fazer residência nos Estados Unidos. “Quero me especializar em clínica médica em um grande centro, viver essa experiência e voltar ao Cariri após a conclusão”, disse.

Já o estudante Pedro Henrique Gomes, do 8° semestre, pretende esperar a conclusão do curso para tentar a residência no exterior. Segundo ele, é preciso se organizar financeiramente para arcar com as despesas da seleção. “A ansiedade em torno do processo é grande, pois, além dos custos, o processo é longo e diferente do Brasil”, contou.

Mais informações pelo site da Comissão Educacional para Estudantes Estrangeiros Graduados em Medicina (www.ecfmg.org) e pela Secretaria de Cooperação Internacional (SCI/UFCA) através do e-mail sci@ufca.edu.br ou pelo telefone (88) 3221-9455.

Compartilhe: