Hospital Universitário da UFJF recebe 150 novos residentes

Hospital Universitário da UFJF recebe 150 novos residentes

O Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU/UFJF) deu início na manhã de segunda, 2, ao programa de residentes médicos e multiprofissionais de 2015. Ao todo foram 150 novas vagas preenchidas, sendo 78 direcionadas a profissionais de medicina e 72 distribuídas entre 11 áreas da saúde e gestão hospitalar. A abertura oficial das atividades aconteceu no anfiteatro do Centro de Ciências da Saúde (CCS/UFJF) e contou com representantes da administração da Universidade e da Secretaria Municipal de Saúde.

A importância de humanizar o ensino e a formação destes profissionais que atuarão com pacientes, por vezes muito debilitados, foi destacada na fala de apresentação do reitor, Júlio Chebli. “São pelo menos três princípios que não devem faltar para vocês: ética, altruísmo e compaixão”. Os residentes também foram acolhidos por palavras de otimismo em relação às mudanças que o HU passará em função da adesão à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

Segundo o superintendente do HU/UFJF, Dimas Carvalho, já foram aprovadas pelo Ministério da Educação (Mec), 1500 novas vagas destinadas ao hospital. A empresa estatal fez avaliações positivas sobre o trabalho já desenvolvido pela Universidade, que já priorizou a aquisição de equipamentos e de pessoal durante sua gestão. O HU/UFJF, assim como outros 30 hospitais universitários do país, assinou um contrato de gestão por 10 anos com a EBSERH.

O Sistema Único de Saúde (SUS) foi apontado pelos presentes na mesa de abertura como o principal mercado para estes profissionais. “É também uma forma de retribuir o investimento, que não é barato, que o governo fez para melhorar nosso atendimento de saúde”, comenta o superintendente do HU sobre a atuação no serviço público. O secretário Municipal de Saúde, Dr. José Laerte, afirma que uma das carências no atendimento é por conta da falta de motivação dos profissionais que trabalham no Sus.

A residência
Com programas que duram de 2 a 5 anos, os residentes médicos e multiprofissionais recebem uma bolsa no valor de R$ 2,976,26, como estabelecido pelo Mec, para atuarem no atendimento do Hospital Universitário, que funciona de forma exclusiva com o Sistema Único de Saúde (SUS). Para Aline Priore, 23, aprovada na seleção de residentes de fisioterapia, existe um divisor de águas ao terminar a graduação. “Agora assinamos como profissionais, é uma responsabilidade muito maior. E ao mesmo tempo estamos inseridos dentro de um ambiente de ensino e pesquisa, onde a troca de conhecimento é muito intensa. Só temos a ganhar”, comenta.

A seleção para atuar nos programas de residência é em âmbito nacional e acontece em duas etapas, compostas por prova objetiva, prova teórico prático, análise de currículo e entrevista. Formada em nutrição pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Jaysa Ladeira Ramos agora compõe o quadro de residentes multiprofissionais. Segundo ela, o maior benefício de atuar dentro de um centro de ensino como o HU/UFJF é poder compartilhar o conhecimento e a prática com outros profissionais de diferentes áreas de atuação.

As atividades de recepção seguem durante toda a semana. Confira a programação completa.

aSCOM ufjf

Compartilhar