I Encontro paraense de ciência do solo tem início na UFRA

I Encontro paraense de ciência do solo tem início na UFRA

Com o intuito de conscientizar alunos, professores, técnicos e outros interessados a respeito de cuidados com a terra, teve início na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) o I Encontro Paraense de Ciência do Solo, nesta segunda-feira, 9. O evento, promovido pelo Programação de Educação Tutorial em Solos (PET Solos), celebra o Ano Internacional dos Solos, decretado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“A ideia do evento já vem sendo discutida ao longo desse tempo em que venho sendo curador do PET Solos e, como 2015 é o Ano Internacional dos, decidimos que esse seria o melhor momento”, disse o professor Mário Lopes, que trabalha na linha de pesquisa de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas.

O Encontro tem duração de três dias, sendo os dois primeiros dedicados a discutir os mais diversos temas a respeito de solos e poluição, uso sustentável formas de uso do solo e utilização urbana do solo. Já o terceiro dia será exclusivo para os alunos da escola púbica Mário Barbosa: “Traremos alunos do sétimo ano do ensino fundamental para dentro da UFRA para que eles conheçam um pouco sobre o que é exatamente o estudo do solo, tanto em laboratório quanto em campo, para despertar a consciência e a importância do papel do solo na vida deles. Conversamos com a direção da escola e, felizmente, o retorno foi excelente. Esperamos que tudo corra bem e que essa ação se estenda para outras escolas no futuro”.

Após a cerimônia de abertura, o IMG 7924Dr. Alfredo Kingo Oyama Homma, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), proferiu a palestra “O Ano Internacional dos Solos: principais objetivos, desafios e qualidade de vida na Amazônia”. Por razões políticas e ambientais, o solo amazônico vem sendo castigado há muito tempo, explica o palestrante, que possui estudos a respeito do reaproveitamento do solo destruído na região.

“Existem circunstâncias que modificam o uso da terra na região amazônica, como por exemplo, os desmatamentos e as queimadas. O governo atual tem sugerido propostas de reflorestamento em áreas devastadas, recuperação de áreas de pastagens e Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, que é uma das mais importantes estratégias de produção agropecuária sustentável no momento. Acho que instituições de pesquisa como a UFRA e a EMBRAPA podem e devem compatibilizar com essas propostas. Existem grandes oportunidades aqui na agricultura amazônica e as ciências do solo têm um papel de grande importância”, disse Alfredo Hamma.

DSC4889A primeira mesa redonda do evento ocorreu no período da tarde, com o tema “Uso do solo e desenvolvimento sustentável – relatos de experiências entre universidades e pequenas comunidades”. O debate, que teve como moderador o Prof. Dr. Leandro Meyer (ISARH-UFRA), contou com a participação da Dra. Wilza da Silveira Pinto (engenheira agrônoma) e do graduando em Agronomia André Carlos de Oliveira Pinto, levantando a importância de discutir reforma agrária, conceitos de agronegócio e o uso de agrotóxicos e adubos químicos.

Graduanda do 3° semestre do curso de Agronomia na UFRA, a estudante Tainá dos Santos Sousa considera a discussão essencial para sua formação: “Debater o desenvolvimento sustentável é importante principalmente para nós, estudantes de agronomia, pois temos que nos manter atualizados a respeito dessa relação entre o homem e o uso sustentável do meio ambiente”, afirma a universitária.

Homenagem – Amanhã, dia 10, ao final da programação, às 17h45, está prevista uma homenagem aos prefessores da UFRA egressos da área de Ciência do Solo. Serão homenageados os professores: Francisco Ilton de Oliveira Morais, George Rodrigues da Silva, Lúcio Salgado Vieira (in memorian), Maria de Nazareth Figueiredo Vieira, Maria do Carmo Thomaz Sampaio, Maria Marly Lourdes Silva Santos, Paulo Cesar Tadeu Carneiro dos Santos, Paulo Fernando da Silva Martins, Rui de Sousa Chaves e Antônio Cardoso.

O I Encontro Paraense de Ciência do Solo segue até o dia 11 de novembro de 2015, no Prédio Central da UFRA, em Belém. Programação e outras informações: www.encontroparaensecs.wix.com/solos.

ASCOM – Universidade Federal Rural da Amazônia

Compartilhar