Lançamentos das Editoras Universitárias – Outubro de 2009

Lançamentos das Editoras Universitárias – Outubro de 2009

Livro sobre segurança na internet
O pesquisador Marcello Barra, do Núcleo Ciência, Tecnologia e Educação na Contemporaneidade da UnB lançou o livro O Leviatã Eletrônico: a trama política que colocou o Estado na internet, no último dia 26 de outubro. Saiba mais sobre o autor pelo site: www.marcellobarra.com.br.
Informações pelo telefone: (14) 2107 7111.

Campus de Cametá promove lançamento de livro sobre capoeira
No último dia 23 de outubro, o professor Luiz Augusto Leal, do Campus de Cametá da Universidade Federal da Bahia (UFBA), lançou o livro “Capoeira, identidade e gênero: ensaios de história social da capoeira no Brasil” na cidade de Feira de Santana, na Bahia. A publicação é de coautoria do historiador baiano Bel Pires e publicada pela Editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA).

De acordo com os autores, o objetivo maior da obra é retirar a capoeira de um campo mitológico, marcado pela “folclorização”, para incorporá-la às questões maiores da formação da nacionalidade, da educação e da construção da identidade nacional. “A principal intenção é dissociar a temática da capoeira de abordagens conservadoras, na qual apenas seus aspectos de visibilidade imediata eram considerados (esportivização e educação física), e tratá-la como temática auxiliar de compreensão da história social do trabalho e da identidade negra no Brasil, conta Luis Augusto Leal, também capoeirista e membro do Malungo Centro de Capoeira Angola.

Um dos principais pontos do livro é quando os autores revelam como, na tríade carnaval, futebol e capoeira, símbolos da brasilidade desde meados do século XX, a capoeira será a última a ocupar esse status simbólico. Carlos Eugênio Soares, professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), acredita que o tardio reconhecimento da capoeira se deu, principalmente, pela marginalização de seus praticantes. “O capoeira não tem lugar na galeria de heróis nacionais. Bêbado, vadio, mestiço, baderneiro, esse era o paradigma da escória urbana, pior que o preto africano ou que o índio puro”, afirma.

Entre os meses de setembro e novembro, a publicação será lançada em Salvador e Cametá. O livro pode ser adquirido nas livrarias Ifá e Relicário, pelo valor de R$ 30,00, e também pelo email edufba@ufba.br.Mais informações: edufba@ufba.br

Livro sobre discurso indígena
A professora Rita de Cássia Pacheco Limberti lançou, no dia 29 de outubro, às 20h, no salão de exposições da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), o livro “Discurso Indígena: Aculturação e Polifonia”.

A obra foi publicada pela Editora UFGD e é um trabalho de análise semiótica que tem como objeto duas entrevistas de história oral de vida, gravadas e transcritas, publicadas no livro “Canto de Morte Kaiowá”, de José Carlos Sebe Bom Meihy, Edições Loyola, 1991. A análise identifica processos discursivos que revelam a presença de duas vozes no discurso híbrido do índio: a voz do próprio índio e a voz do branco. A proximidade da Reserva em que habitam os kaiowá da cidade de Dourados e o intenso processo de confronto cultural a que são submetidos há muitos anos pode explicar esse fenômeno lingüístico.

O coquetel de lançamento de livro terá apresentações musicais, exposição de Cello Lima, performances artísticas, poesias de Emmanuel Marinho e “outros encantamentos”, segundo informações da autora.

Acesse a obra em WWW.ufgd.edu.br/editora/catalogo

Esportes radicais são tema de livro lançado pela Eduff 

O livro “Em busca de aventura – Múltiplos olhares sobre esporte, lazer e natureza”, lançado neste mês de outubro pela Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff), disseca em questões teóricas e metodológicas bastante diversificadas sobre os esportes radicais. Organizado por Cleber Augusto Gonçalves Dias e Edmundo Drummond Alves Júnior, a obra tem como objetivo destacar os seus valores, características, aportes sociais e apelos físicos e emocionais presentes na prática dos esportes radicais. “Em busca da aventura…” tem 166 páginas e custa R$ 25. Aquisição e outras informações podem ser obtidas no site www.editora.uff.br.

Eduff lança livro sobre o cotidiano nas grandes metrópoles – “O veludo, o vidro e o plástico – Desigualdade e diversidade na metrópole” é o título do livro de Luís Antonio Baptista, lançado pela Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff) neste mês de outubro. Segundo o autor, o objetivo da obra é convidar o leitor à reflexão sobre o que é viver nas grandes metrópoles e lidar com as diferenças entre os grupos sociais. O livro tem 236 páginas e custa R$ 20. A aquisição da obra e outras informações são obtidas pelo site www.editora.uff.br.

Professor lança livro inédito sobre codornas

O Brasil é o 2º maior produtor de ovos e o 5º de carne de codornas, onde a China e a Índia se destacam

“Tabelas para Codornas Japonesas e Européias – Tópicos especiais, Composição de alimentos e Exigências nutricionais” é o título do livro que o professor José Humberto Vilar da Silva, do Departamento de Agropecuária do Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da UFPB, lançará no próximo dia 4, no município de Bananeiras, Paraíba.

Segundo ele, no livro “os criadores de codornas, técnicos interessados e curiosos encontrarão informações esclarecedoras sobre a qualidade da carne e dos ovos, comportamento alimentar, anatomia e fisiologia do aparelho digestivo, composição e qualidade dos alimentos, além das tabelas de recomendações nutricionais para a espécie, estas últimas propostas com base no levantamento e consulta a mais de 90 artigos científicos publicados na literatura nacional e internacional”.

Atualmente o professor Humberto é coordenador do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Agroalimentar, orienta alunos do mestrado, doutorado e iniciação científica, e é pesquisador 1C do CNPq.

Ronaldo Werneck lança dois livros no MAMM
 
O Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM) recebeu nesta quinta-feira, dia 29, o escritor e poeta Ronaldo Werneck. O mineiro lançou dois livros, “Minerar O Branco” e “Kiryrí Rendáua Toribóca Opé – Humberto Mauro revisto por Ronaldo Werneck”. O evento está marcado para as 19h.

Um dos lançamentos da noite, “Minerar o Branco” é um livro de poemas. Dividido em duas partes – “Preto Nu Branco” e “Tempos de Mineração” – ora trata do exercício de “poetar”, ora o autor busca suas origens e seus primeiros trabalhos. Elogiado pela crítica, “Minerar o Branco” é praticamente dois livros em um só.

“Kiryrí Rendáua Toribóca Opé – Humberto Mauro revisto por Ronaldo Werneck” traz um ensaio do escritor e jornalista sobre o cineasta, considerado o “pai do cinema brasileiro”. O nome do livro, que significa "Lugar de calma e sossego no Rancho Alegre", remete ao estúdio do Mauro em Volta Grande.
Ronaldo Werneck se debruça sobre a obra do cineasta mineiro e dialoga com outros autores que já trataram do tema.

O evento faz parte do projeto Leituras Temáticas, promovido pelo MAMM por meio da Pró-reitoria de Cultura da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). A entrada é gratuita. O Museu de Arte Murilo Mendes está localizado à Rua Benjamim Constant 790, Centro.

Outras informações: 2102-3964 (Pró-Reitoria de Cultura) e 3229-7651 (MAMM)

 

 

Compartilhar