Lei de Inovação Tecnológica completa 10 anos

Lei de Inovação Tecnológica completa 10 anos

Em artigo, professora da Unesp fala dos desafios da universidade para inovar

Este ano, a Lei de Inovação Tecnológica completa 10 anos, e uma celebração nacional deveria apontar para uma reflexão sobre o que representou neste tempo para a melhoria das relações universidade/institutos de pesquisa/empresas.

Os BRICs, nome dado pelo economista britânico Jim O’Neill em 2001 para as economias emergentes como Brasil, Rússia, Índia, China e da África do Sul, incorporada em 2010, são um bom exemplo da velocidade que as economias globais estão ditando as tendências deste século. Elas são tão voláteis que, com a crise econômica mundial que se arrasta e a recente desaceleração econômica dos BRICs, acredita-se que países como México, Indonésia, Nigéria e Turquia poderão se tornar economias fortes nas próximas décadas, sendo já citados como os MINTs.

Neste cenário novo cheio de desafios,  é imperativo o papel das universidades para todos os países e principalmente para os emergentes e emergidos. Ao longo do tempo a missão da Universidade evoluiu de um foco centrado no ensino com o surgimento da Universidade no Século XI, para um foco no ensino e pesquisa  desde o Século XIX, para um foco na participação direta no processo de desenvolvimento econômico, social e cultural.

O desafio principal das instituições de ensino e pesquisa nesta nova ordem econômica e social vem por conta da necessidade de um desenvolvimento mundial sustentável, capaz de suprir as necessidades da vida moderna e garantir o das futuras gerações. A sobrevivência da humanidade está proporcionalmente associada ao avanço do conhecimento e de como esse saber pode impulsionar a competitividade, tornando-se um instrumento robusto de riqueza e poder das nações. Nesta ótica, a informação e o conhecimento passam a alicerçar todo o capital, inclusive no campo das finanças, exigindo alterações no modo de gestão e de criação do trabalho intelectual e científico o que se caracteriza hoje a “sociedade do conhecimento”.

Sem conhecimento e sem ciência, tecnologia e inovação, não é possível sustentar os bilhões de seres humanos com os limitados recursos do globo terrestre, ou administrar e prover de serviços essenciais uma sociedade urbana, cada dia mais populosa. Em países como o Brasil, as universidades com produção de conhecimento de reconhecida excelência e de impacto poderão contribuir de forma marcante para a solução de problemas de ordem tecnológica no setor empresarial e/ou de políticas públicas.

A Lei de Inovação Tecnológica criada em 2004 e regulamentada em 2005, normatizou uma resolução para proteger o conhecimento gerado pelas pesquisas nas universidades federais, estaduais e municipais e institutos de pesquisas, bem como a criação de empresas de base tecnológica por pesquisadores e alunos e do uso dos laboratórios e demais recursos de infraestrutura por parceiros empresariais. Estas atividades embora já desempenhadas há algum tempo por algumas instituições não se constituíam como prática formal das universidades e sua gestão era, em alguns casos, desempenhada pelas fundações de apoio à pesquisa sem regulamentação oficial. A Lei também instituiu a criação dos Núcleos de Inovação Tecnológica – NIT’s e a obrigatoriedade de planos de políticas de inovação.

Um dos desafios dos NITs no país e especialmente da Agência Unesp de Inovação (AUIN), que completa 5 anos em 2014, é desenvolver a cultura de inovação no meio universitário e criar mecanismos ágeis para levar as pesquisas da academia para dentro das empresas, transformando-as em verdadeiros motores da inovação tecnológica no país.

*Vanderlan da S. Bolzani é professora titular do Instituto de Química da Unesp de Araraquara e diretora da Agência Unesp de Inovação (AUIN).

 

Fashion Shows Celebrity Style For Women
watch game of thrones online free 4 cup of the liquid from the onion mixture

Premium Fashion Wear for Petite Women and Men
free games online clothes during the middle ages

Multiple Uses of Silicone Wristbands
online games Initial villain Shooting Star makes regular appearances

Vivienne Tam presents Spring 2015 Collection at Mercedes
cheap wedding dresses nike easily utilized good and the bad

Static Cling Stickers Are Marvelous Creations
cheapest flights But his sign spinning may still come in handy

Fashion Tips For Plus Size Ladies Over 50
free online games it may help set your mind at ease

How to Become a Fashion Designer at a Young Age
jeu gratuit is located in the heart of the New York fashion world

Life of a Fashion Icon
cool math games I actually detest bikinis for anyone and everyone across the board

Compartilhar