Mais de 90% dos profissionais do Mais Médicos são aprovados em teste

Mais de 90% dos profissionais do Mais Médicos são aprovados em teste

Curso de três semanas reuniu aulas de português e saúde pública. Médicos que tiveram mais de 30% de aproveitamento farão recuperação.

Dos 682 médicos formados no exterior selecionados para o programa Mais Médicos, mais de 90% foram aprovados no curso de aperfeiçoamento sobre conhecimentos em língua portuguesa e saúde pública, segundo balanço preliminar do Ministério da Educação. Os dados finais serão divulgados nesta segunda-feira (16). O curso durou três semanas.

Para ser aprovado era necessário tirar no mínimo nota cinco (de um total de dez) no teste que incluiu avaliação oral e exercício escrito. Os profissionais reprovados, mas que tiveram aproveitamento entre 30% e 50% da prova, poderão passar por recuperação. O montante dos médicos que não atingiu essa pontuação será desligado do programa e terá de voltar para seu país de origem, de acordo com o MEC.

O teste consistiu na simulação de uma consulta, em que um professor questionou o médico sobre diversas situações e sintomas, enquanto outro professor avaliava o desempenho do profissional, que também teve de preencher um registro de prontuário do paciente.

Questionado sobre a possibilidade de médicos com baixo desempenho ainda poderem se habilitar no programa, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse na sexta-feira (13) que esses profissionais serão reavaliados principalmente sobre língua portuguesa. Nas universidades onde são realizados os cursos, o conteúdo de português é integrado aos conhecimentos repassados de saúde pública brasileira.

“Essa avaliação que é feita hoje pelos profissionais da universidade, o fundamental da prova é conhecimento da língua portuguesa. Essa avaliação que pode falará que ele precisa de mais aprimoramento em relação à língua portuguesa. Não é conteúdo da parte médica”, declarou o ministro.

O Ministério da Saúde prorrogou para o dia 23 de setembro o início da atuação dos 682 médicos que chegaram ao país em agosto. Segundo o cronograma inicial do governo, a atuação dos profissionais na rede pública começaria antes.

No entanto, segundo o Ministério da Saúde, esses profissionais pediram mais tempo de adaptação antes do atendimento a pacientes brasileiros. Eles alegam, de acordo com o governo, que era preciso conhecer melhor a realidade das doenças no país e a infraestrutura da região onde vão trabalhar.

Os médicos começaram a chegar neste sábado (14) nas capitais dos estados onde vão atuar. Neste período de acolhimento os profissionais conhecerão hospitais e demais unidades de saúde, além de entrarem em contato com os serviços de saúde relacionados às unidades básicas de saúde. Após esses dias, os profissionais seguem para os municípios a que foram designados.

G1

 

7 Stocks Overdue For A Dividend Hike
free games online whether it’s casual or black tie

Sneaky Web Design Tricks That Automatically Boost Readership Conversion Rate
free online games television placement and distribution

Costume Jewelry Hot Sold in China Market
cheap prom dresses Teen Male Fashion Tips

Attractive Designer Purses from Louis Vuitton
forever21 You would be wrong

Balloon decorations using party balloons
onlinegames your trend pertaining to a tryke

How To Remove DRM Protection From BCC iPlayer Contents
miniclip It’s also important to take a good

Absolution and Epic Mickey 2
ballkleider by opting for the accessories as wholesale

When Are the Four Main Fashion Weeks
cool math The worst of the calendar year highs from 2004 through 2012 was

Compartilhar