MEC pode prorrogar prazo de inscrições do SiSU

MEC pode prorrogar prazo de inscrições do SiSU

BRASÍLIA. O Ministério da Educação estuda prorrogar o prazo de inscrições para a primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2011, que começa neste domingo e vai até o próximo dia 18 (quarta-feira). A medida seria adotada para atender cerca de 9.500 estudantes da região Serrana do Rio de Janeiro que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e estão submetidos às consequências da maior catástrofe climática da história do país. Caso ocorra, a prorrogação do prazo será estendida a todos os estudantes do Brasil, para evitar tratamento desigual entre os concorrentes.

O MEC entrará em contato com as autoridades do Rio de Janeiro para saber qual é melhor alternativa para permitir que os estudantes da região Serrana possam participar do SiSU. Além de prorrogar o prazo de inscrições, o MEC analisa a possibilidade de validar por dois anos o resultado das provas do Enem, realizadas em novembro de 2010. Seria mais uma ação voltada às vítimas da enchente. O MEC adverte que a prorrogação do prazo de inscrições para o SiSU depende uma operação complexa, pois deve ser articulada entre 83 instituições de ensino superior que utilizam exclusivamente as notas do Enem como critério para a seleção de novos alunos. De acordo com a assessoria do MEC, o ministro Fernando Haddad passará o final de semana analisando as alternativas para anunciar, antes de quarta-feira, quais medidas serão adotadas. No total, o SiSU vai permitir o acesso de 83.125 estudantes ao ensino superior.

O Ministério da Educação anunciou neste sábado que cerca de dez mil estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tiveram a prova anulada por erro de preenchimento. Na maioria dos casos, segundo MEC, os alunos deixaram de marcar no caderno de respostas a cor do caderno de perguntas ou marcaram mais de uma cor (marcação dupla). Nesses casos, o MEC informa que não é possível fazer a correção. Cerca de 3,3 milhões de estudantes fizeram o Enem em novembro do ano passado. Destes, segundo o MEC, 1,2 milhão já consultaram a nota, que servirá de referência para as inscrições em 83 instituiçoes públicas de ensino superior que usam o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para admitir novos alunos. Neste caso, o acesso às universidades é feito exclusivamente com base no resultado do exame. As inscrições para o Sisu estarão abertas de domingo até o próximo dia 18 de janeiro.

Com base nas primeiras reclamações sobre as notas da prova do Enem, o Ministério da Educação checou centenas de casos, de forma aleatória, usando até mesmo relatos feitos por estudantes nas redes sociais. Em todos os casos, o MEC identificou falhas no preenchimento da cor do caderno de provas.

Outro problema apontado pelos estudantes foi a dificuldade para a recuperação de senhas, por meio do endereço eletrônico do Enem. De acordo com o MEC, apenas nas últimas horas, 600 mil estudantes pediram a recuperação da senha. O Ministério da Educação recomenda que os alunos utilizem a opção de mensagem de texto pelo telefone celular para evitar os problemas na recuperação de senha por e-mail. O MEC explica que, em alguns casos, o e-mail resposta do Enem é bloqueado pelo filtro anti-spam utilizados nos computadores.

O MEC disponibilizou o telefone 0800616161 para que o estudantes esclareçam dúvidas ou apontem problemas nas notas do Enem.

Compartilhar