MEC vai propor a fusão de disciplinas do ensino médio

MEC vai propor a fusão de disciplinas do ensino médio

O Ministério da Educação prepara um novo currículo do ensino médio em que as atuais 13 disciplinas sejam distribuídas em apenas quatro áreas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagem e matemática).

A mudança prevê que alunos de escolas públicas e privadas passem a ter, em vez de aulas específicas de biologia, física e química, atividades que integrem estes conteúdos (em ciências da natureza).

A proposta deve ser fechada ainda neste ano e encaminhada para discussão no Conselho Nacional de Educação, conforme a Folha informou ontem. Se aprovada, vai se tornar diretriz para todo o país.

Mudança no ensino médio é boa, mas difícil de aplicar, dizem educadores

Educadores entrevistados pela reportagem afirmam que a mudança curricular no ensino médio proposta pelo governo federal é positiva. O problema, segundo eles, será a implementação.

“O currículo hoje é de fato muito fragmentado”, afirma o vice-presidente do Consed (conselho que reúne os secretários estaduais de Educação), Klinger Barbosa Alves. “Mas a mudança proposta requer uma série de providências que não são simples.”

A principal dificuldade, afirma, é que os atuais professores foram formados em licenciaturas específicas, como física ou matemática.

O novo modelo exigirá que ou o docente saiba mais de uma área ou tenha uma integração forte com os professores das demais disciplinas.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o secretário da Educação de São Paulo, Herman Voorwald, afirmou que “a reformulação do currículo é essencial para aprimorarmos o desempenho dos alunos no ensino médio, cujo avanço é um desafio para o Brasil e para diversos países”.

Voorwald diz que discute alterações desde o ano passado com representantes da rede estadual paulista.

Para a diretora executiva da ONG Todos pela Educação, Priscila Cruz, “não há dúvidas” de que a atual organização do currículo afeta a qualidade do ensino médio. “Hoje o aluno sai sabendo nada de tudo”, afirmou.

“O problema é que o currículo fragmentado funciona como uma reserva de mercado para os professores. Vai haver muita resistência contra essa mudança.”

Para o doutor em educação Celso Ferretti, “é positivo criar abordagem interdisciplinar”. No modelo ideal, diz, deveria haver integração inclusive entre as grandes áreas.

“O aluno deve saber que o laser é uma tecnologia criada para guerra. Ou seja, são conhecimentos de física, de matemática e de história”.

Qualquer integração, porém, vai exigir uma profunda reorganização dos colégios, afirma Ferreti. Ele diz que os professores terão de programar as aulas juntos e, por isso, não poderão ganhar apenas para o período de aulas.

 

How to Start a High Fashion Line of Clothing
watch game of thrones online free Big Bang Theory

How to Become a Fashion Model
free online games she was the very image of style and grace

Recycle your nail polish for Earth Day
mermaid wedding dresses the place do a person more durable suits

8 Characters You Won’t Believe Are Based on Real People
cheap flights and find out how their restaurant is doing today

Inventory and purchase order management with single POS software
jeux 10 the summer season clothing tips in the job

can Ron Johnson keep the streak going
miniclip Dip the doughnuts and holes

Top 7 Formulas for Writing Articles That Get Read
ballkleider Guests of all ages will enjoy this parade of fashion

Lexus CT 200h F Sport
cool math games stone or navy color

Compartilhar