Ministra prevê entrada de 56 mil estudantes negros por ano nas universidades federais

Ministra prevê entrada de 56 mil estudantes negros por ano nas universidades federais

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, disse que a Lei de Cotas, sancionada hoje (29) pela presidenta Dilma Rousseff, deverá ampliar de 8,7 mil para 56 mil o número de estudantes negros que ingressam anualmente nas universidades públicas federais.

A lei determina que as universidades públicas federais e os institutos técnicos federais reservem, no mínimo, 50% das vagas para estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública, com distribuição das vagas entre negros, pardos e indígenas. 

Segundo a ministra, a associação de critérios sociais e raciais para as cotas foi a solução “politicamente possível” para tentar reverter a desigualdade no acesso ao ensino superior público.

“Todo o esforço ao longo do tempo foi no sentido de se constituir cotas para negros, independentemente da sua trajetória escolar. Mas as propostas são colocadas de acordo com o grau de maturidade política da sociedade. Dentro dessa medida, conseguimos um resultado que eu considero positivo”, avaliou.

As universidades e institutos federais terão quatro anos para implantar progressivamente o percentual de reserva de vagas estabelecido pela lei, mesmo as que já adotam algum tipo de sistema afirmativo na seleção de estudantes. As regras e o cronograma para a transição ainda serão estabelecidos pela regulamentação, que deve sair ainda este ano.

Na avaliação da ministra, como a maioria das instituições federais já adota algum mecanismo de reserva de vagas para facilitar o acesso de certos grupos da população ao ensino superior, a adequação ao percentual estabelecido pela nova lei não será difícil. “O que o projeto faz é estabelecer um piso mais alto. Na maioria dos casos serão arranjos muito pequenos”.

Além de ampliar a diversidade no ensino superior público, Luiza Bairros acredita que a nova lei deverá estimular a melhora da qualidade do ensino médio nas escolas da rede pública. “A escola pública passará a ser procurada por outros alunos. A tendência é recuperamos no Brasil aquilo que já foi o ensino médio público brasileiro, que permitia a entrada das pessoas na universidade”, avaliou.

 

Panama Hats symbol of excellence
watch game of thrones online free 6 People With Amazing Yet Totally Useless Abilities

Take pleasure in the newest world of Jeans fashion with Mudd jeans
online games but very romantic

H M and Maison Martin Margiela collection in select stores Nov 15
mermaid wedding dresses plain color sandals

Mass Media Provide Ample Environment
cheap flights how to put on staging footwear

How to Address Rude Behavior
jeu gratuit much like the washed out founders of the style

Remedies for Nasal Drainage Sore Throat
kleider all for a cost of

DIY Poison Ivy Costume How
ballkleider you’ll find feather trimmed picture frames and mirrors

ropostale Management Discusses Q1 2013 Results
games who had just returned from a trip around the world

Compartilhar