Mudanças na PUC-SP contrariam conselho

Mudanças na PUC-SP contrariam conselho

A carga horária de docentes será maior

A direção da PUC-SP contrariou decisão interna ao ampliar a carga horária dos docentes no topo da carreira para aulas -o que reduz tempo para ações como pesquisa e atendimento a alunos.
O aumento da carga para aulas, divulgado ontem pela Folha, foi decidido em dezembro pelo conselho formado pelo reitor, Dirceu de Mello, e dois membros da mantenedora, ligada à Igreja.
Um mês antes, o Conselho Universitário (formado por representantes de professores, funcionários, alunos e dirigentes) havia aprovado deliberação que previa o fim da norma, chamada maximização, que já valia para docentes de início de carreira.

Na sequência, o mesmo Conselho Universitário aprovou nova deliberação que previa a rediscussão do fim da norma, pois o impacto financeiro seria grande (deficit anual de R$ 39 milhões).
“Logo em seguida fomos atropelados pela decisão do reitor e da mantenedora, que desconsiderou as discussões internas”, afirmou um integrante do Conselho Universitário, que pediu anonimato.
“Foi só uma questão de tempo. Precisávamos fechar o orçamento para 2011

Compartilhar