Muito curso, pouco direito

Muito curso, pouco direito

Para o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, o Brasil vive atualmente “um verdadeiro estelionato educacional na área do ­direito”. Os alunos entram na faculdade com a promessa de sair com diploma para advogar, mas acabam sem nenhuma possibilidade de entrar no mercado de trabalho. Atualmente, há no País 1.174 cursos. Nos últimos meses, o MEC aprovou a criação de mais 50 cursos. Enquanto isso, o índice de aprovação no Exame da Ordem, de 30% em 2008, caiu para ­cerca de 11% este ano. “Não podemos continuar criando cursos de direito a cada esquina. Precisamos ter responsabilidade”, diz Ophir.

 

Compartilhar