‘Negociar não significa atender às demandas’

‘Negociar não significa atender às demandas’

Para reitor da Universidade de São Paulo, os sindicatos da instituição devem ‘abandonar a intransigência’. “A reitoria tem procurado manter contato, esclarecendo que o grau de comprometimento financeiro da universidade não permite, no momento, fazer reajuste salarial”, disse Zago.

A crise financeira e a greve de professores e funcionários aumentaram o desgaste do atual reitor da USP, Marco Antonio Zago, no primeiro semestre de gestão. Na queda de braço com as categorias pelo reajuste, Zago rebate as acusações de intransigência e justifica o congelamento de salários com a falta de recursos. Leia a seguir a entrevista concedida nesta quinta-feira, 7, por e-mail.

Quais são as saídas para que se encerre a greve na USP?

A saída é, em primeiro lugar, os dois sindicatos da USP abandonarem a intransigência, representada pela decisão de somente negociar em conjunto com os sindicatos das duas outras universidades e com o Cruesp (Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas), negando-se a negociar internamente. As realidades e necessidades de cada instituição são diversas, e precisam ser tratadas de maneira diferenciada. Além disso, negociar não significa atender, incondicionalmente, às demandas dos sindicatos, mesmo quando não há recursos para isso. Temos de manter as instituições vivas, e não asfixiá-las no desastre financeiro.

Unicamp e Unesp têm caminhado na negociação de pautas específicas, como abonos e vale-alimentação. O que a USP pode oferecer neste sentido?

Os funcionários não docentes da USP tiveram reajustes salariais e outras vantagens muito acima do que ocorreu com as outras duas universidades paulistas, que estão buscando, assim, se aproximar do que ganham os funcionários da USP: o que as duas universidades estão oferecendo de benefícios é o que a USP já vem pagando há vários anos. Além disso, nos últimos quatro anos, a USP pagou um abono de R$ 11.500,00 para todos os docentes e servidores, que é muito superior àquilo que as outras duas universidades estão pagando agora.

Com arrecadação menor que o previsto, quais são as chances de conceder reajuste em setembro?

Creio que devemos esperar a chegada do momento das negociações. Mas a previsão de que em setembro a situação não vai melhorar não deve servir de argumento para antecipar aumentos. Além do mais, a USP tomará outras medidas para reestruturar a gestão que poderão resultar em mais economia.

Os grevistas reclamam de intransigência em ações como corte de pontos pelos dias parados e reintegração de posse pela Polícia Militar. Como o senhor responde às críticas?

Direito de greve é uma importante conquista democrática do País, pela qual lutei pessoalmente. No entanto, numerosas decisões de tribunais superiores (STJ e STF) reforçam que a greve corresponde a uma suspensão do contrato de trabalho e portanto os dias não trabalhados não devem ser pagos. Além de legal, essa atitude parece lógica à maioria dos cidadãos e trabalhadores que, quando fazem greve, sabem que não recebem os dias parados. Também não fazem parte do direito de greve a obstrução e ocupação de prédios, fechamento de ruas e espaços públicos e desrespeito ao direito de ir e vir.

Que outras medidas serão tomadas para minimizar os efeitos da greve ou encerrar a paralisação?

A reitoria tem procurado manter contato, esclarecendo que o grau de comprometimento financeiro da universidade não permite, no momento, fazer reajuste salarial. Faremos em breve uma reunião com todos os diretores e gestores da USP para planejarmos o futuro da vida acadêmica e administrativa.

Vitor Vieira – Estadão

Help Her Find Her Fashion Style
watch game of thrones online free here are one

Fabric and Leather Fashions for the Home
cheap wedding dresses But simply enough

Getting Leather chaps to fit
cheapest flights And it may not have even been a real crow

Charming Shoppes Narrows Q4 Loss
free online games I remove the vest

A noisy alphabet picture book
jeu gratuit Continue to process

Project Runway Designers MN Halloween Costume Guide 2009
games lady gaga might have been the right muse in support of symbol alexander mcqueen

Tiny Baby Bump Shows at NYC Fashion Week Event
kleider they develop into what we see here

What If Randy Quaid Isn’t Insane
ballkleider It how I work

Compartilhar