Nos EUA, Lula diz ter orgulho de avanços no ensino do Brasil

Nos EUA, Lula diz ter orgulho de avanços no ensino do Brasil

Direto de Washington
“Eu e o José Alencar fomos os primeiros presidente e vice-presidente do Brasil sem diploma universitário, mas fomos os que mais criaram universidades no País”, disse Luiz Inácio Lula da Silva durante um pronunciamento, nesta quarta-feira, em Washington (EUA), durante o Fórum de Líderes do Setor Público patrocinado pela Microsoft. O ex-presidente disse que os resultados que seu governo, de 2003 a 2010, conquistou na área de ensino são motivos de grande orgulho para ele. “Criamos um programa que tendeu, entre 2005 e 2010, cerca de 850 mil jovens de famílias pobres que mereceram bolsas de estudo em universidades particulares”, disse Lula. O ex-presidente disse que graças aos avanços na educação, entre outros, os brasileiros não precisam mais “ter vergonha de mostrar o passaporte quando viajam”.

Lula afirmou também que a presidente Dilma Rousseff tem ciência da importância do investimento na educação. “A presidente Dilma Rousseff assumiu o  compromisso de ampliar o investimento em educação progressivamente até atingir 7% do PIB”, afirmou o ex-presidente. Lula disse ainda que para o Brasil ir adiante é fundamental que os outros países da região também avancem e, para isso, é preciso ser existir uma Universidade da América Latina. “Não queremos ficar exportando minério de ferro e soja a vida inteira”, afirmou, salientando a importância da formação de mão de obra técnica e especializada em tecnologia de ponta.

Compartilhar