Nota da Andifes sobre as novas datas do ENEM

Nota da Andifes sobre as novas datas do ENEM

A pandemia da COVID-19 se abateu sobre todos os países. Para salvaguardar vidas e minimizar danos, todas as sociedades foram submetidas a sacrifícios, mudanças de rotinas e interrupção de atividades essenciais para a economia e para a vida. Essa nova realidade afeta todos os setores. A educação não foi poupada.

Como sempre afirmou, a Andifes não se manifesta sobre datas do ENEM. Entende ser essa uma responsabilidade do INEP. Manifesta-se, sim, sobre as condições de realização do certame, reafirmando ser fundamental um ENEM tecnicamente exitoso e com concorrência democrática. A data anterior não apresentava as condições necessárias. Por isso, foi proposta a suspensão da prova.

A primeira e necessária condição é justamente a biossegurança dos candidatos e profissionais envolvidos em todo o processo, sobretudo na aplicação das provas. Portanto, as autoridades têm a responsabilidade de prover os meios necessários à proteção da saúde de todos. Essa condição exige providências e constantes avaliações até o dia do exame.

A segunda condição é a maior equidade possível entre os candidatos. Afinal, os seis milhões de candidatos inscritos precisam ter oportunidades reais de aprendizado dos conteúdos demandados no ENEM. Em respeito à educação pública e aos educadores, esse é um parâmetro sobre o qual o CONSED deve se manifestar.

Mesmo destacando o interesse imediato dos candidatos, reconhecemos que o processo seletivo é de interesse de toda a sociedade, dizendo respeito a todo o sistema educacional do país e, logo, ao presente e ao futuro de gerações de brasileiros. Todas as soluções buscadas nesse período de pandemia devem orientar-se, assim, pela solidariedade e pela ciência. Situações distintas certamente demandam respostas distintas; em todo caso, devem ser privilegiadas as alternativas que permitem a flexibilização na atuação das pessoas e das instituições no processo educacional. A Universidade federal trabalha intensamente para receber com segurança a nossa juventude, a quem nos cabe oferecer ensino, pesquisa e extensão de qualidade.

Brasília, 08 de julho de 2020.

João Carlos Salles
Presidente da Andifes

Compartilhar