O impacto transformador do Reuni na UFC

O impacto transformador do Reuni na UFC

Lançado pelo Governo Federal em 2007 e encerrado em 2014, o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) trouxe, para a Universidade Federal do Ceará, um período de extraordinária expansão, permitindo que a Instituição praticamente dobrasse de tamanho, sem abdicar da qualidade, que é sua característica mais marcante. Na vigência do Programa, a UFC atingiu todas as principais metas pactuadas com o MEC, cabendo destacar que os recursos financeiros necessários fluíram, nesse período, em volume e ritmo adequados.

Um olhar inicial sobre a infraestrutura física revela que, em sete anos, a Universidade ampliou e recuperou espaços em todas as unidades acadêmicas. A área construída cresceu de 235 mil para 395 mil metros quadrados, um incremento de 68%.

Através do Reuni, foram criadas quatro novas unidades acadêmicas, enquanto a ampliação da oferta de cursos no interior do Estado permitia que se quintuplicasse o número de alunos nas unidades de Sobral, Quixadá e Cariri. Destaque-se que esse terceiro campus já se emancipou, fazendo nascer a Universidade Federal do Cariri. Ao mesmo tempo, a UFC instalou dois novos campi interioranos: o de Crateús e o de Russas.

A criação de novos cursos de graduação e pós-graduação somente se viabilizou a partir da ampliação do quadro docente, que saltou de 1.749 professores em 2007 para os 2.152 atuais – dentre eles, 1.436 professores doutores.

Naquela atividade que marca mais fortemente sua presença na sociedade – o ensino de graduação –, a UFC cresceu consideravelmente. Após a instalação de 45 novos cursos, o total de vagas passou de 4.085, em 2007, para 6.238 no corrente ano. Com esse incremento e após a adesão ao Enem/Sisu, a procura pelos cursos da UFC elevou-se em 277%.

Também na pós-graduação a UFC ampliou fortemente sua presença, tendo criado 22 novos cursos de mestrado e 24 de doutorado. Em consequência, o aumento no alunado foi superior a 100%. Já o número de cursos de mestrado e doutorado com conceito entre 4 e 6 na Capes aumentou, respectivamente, 24% e 70%, revelando-se, aí, o compromisso da Instituição com a expansão de qualidade.

Evidencia-se, no repasse desses poucos indicadores, que, no ano em que comemora seis décadas de sua criação, a UFC se apresenta redimensionada. Maior e melhor, ela hoje está apetrechada para oferecer acesso à educação e ao conhecimento de uma forma maciça e inclusiva, beneficiando um número cada vez mais expressivo de jovens oriundos de todas as classes sociais.


Henry de Holanda Campos – Reitor em exercício da UFC
Artigo publicado no jornal O Povo (CE)

Compartilhar