Obra publicada pela Editora UFMG reúne estudos sobre alimentação e agricultura familiar no Jequitinhonha

Obra publicada pela Editora UFMG reúne estudos sobre alimentação e agricultura familiar no Jequitinhonha

Na propriedade rural, a família se reúne para executar trabalhos, assim como se junta ao redor de uma mesa. Plantar, cuidar, colher, beneficiar, servir ou vender o alimento compõem um ciclo carregado de costumes, saberes e práticas regionais e históricas. No Vale do Jequitinhonha, essas práticas analisadas em estudos resultaram no livro Do engenho à mesa: cultura material e indústria rural na agricultura familiar do Jequitinhonha mineiro, publicado pela Editora UFMG.

O livro, organizado pelo professor Eduardo Magalhães Ribeiro, do Instituto de Ciências Agrárias (ICA), apresenta resultados de pesquisas desenvolvidas no campus de Montes Claros e os saberes dos agricultores e agricultoras, artesãos e de consumidores da região. “O Alto e Médio Jequitinhonha são marcados pela pequena unidade familiar rural que desenvolve ativo beneficiamento doméstico de matérias-primas como barro, algodão, mandioca, milho, cana-de-açúcar e leite. Essa produção alimenta quem produz, anima trocas com a vizinhança e nas feiras livres das cidades”, afirma Magalhães Ribeiro.

Os textos expõem informações sobre as relações entre comida, costumes, saúde, agricultura e sustento. Ainda são abordadas as técnicas e saberes regionais relacionados à produção de alimentos como a rapadura, a mandioca, o mel, o requeijão, além de artesanatos feitos de barro. A cultura vinculada à produção rural do Vale do Jequitinhonha é o centro das discussões dos pesquisadores e produtores rurais autores do livro.

Lançamento e roda de conversa

A publicação será lançada nesta terça-feira, dia 17, a partir das 16h, no auditório do bloco C do ICA, e contará com a participação de pesquisadores e agricultores que contribuíram para o livro com artigos e depoimentos sobre suas experiências com processamento de alimentos.

Durante o evento, será realizada uma roda de conversa com a participação dos agricultores familiares e especialistas em técnicas e produtos da cultura alimentar e tradicional da região. Estarão presentes Faustina Lopes da Silva, Vicente Ferreira dos Santos, João Antônio Gonçalves de Souza e Boaventura Soares de Castro. Todos assinam capítulos do livro e sairão das suas comunidades rurais do município de Turmalina para a participação no evento em Montes Claros. A mesa será mediada pelo professor Eduardo Magalhães.

A segunda parte do evento reunirá pesquisadores do mestrado em Sociedade, Ambiente e Território, curso ofertado em parceria da UFMG com a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Entre esses pesquisadores, estão Géssica Almeida de Jesus, Emília Pereira e Yara Gusmão, que discutirão os resultados dos estudos realizados com foco no extrativismo e nos saberes das artesãs.

A obra também contou com o apoio do Centro de Agricultura Alternativa Vicente Nica (CAV) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O livro pode ser comprado durante o evento ou pela internet.

Compartilhar